07/04/2022 às 15h22min - Atualizada em 07/04/2022 às 15h22min

Atenas, Grécia

Dezembro 2015

Ralf Matavelli - Arquiteto e Urbanista
ralfmatavelli@hotmail.com
b
Esta metrópole, com população hoje estimada em 4 milhões de habitantes (2015), foi o berço da civilização ocidental.
Sua sociedade foi base e referência para a construção do mundo tal qual conhecemos hoje. A arquitetura, a política e a cultura grega, que influenciaram diretamente a romana, foram estruturas fundamentais para a construção das cidades europeias e, posteriormente, as cidades do novo mundo.
A Atenas antiga teve sua “era de ouro” no séc. V a.C., quando os principais templos da Acrópole foram construídos.
A maior parte das construções foi erguida pela liderança de Péricles. Fídias, o grande escultor grego, e Ictino e Calícrates, dois famosos arquitetos, foram os responsáveis pelas obras.
 
O Partenon, principal edifício da Acrópole e um dos mais famosos do mundo, foi construído em homenagem a Atena, deusa grega da sabedoria e das artes. Hoje passa por uma grande restauração estrutural.
 
Ainda na Acrópole, destaque para o pórtico das Cariátides e o templo de Atena Nike. Do lado externo das muralhas, os incríveis teatros de Dionísio e Herodes Ático dão uma pequena noção de como era o cotidiano cultural dos cidadãos gregos daquele período.
Logo abaixo, no “pé” da Acrópole, o incrível Museu da Acrópole, projeto do arquiteto suíço Bernard Tshchumi, abriga peças (estátuas e relíquias) encontradas em escavações na Acrópole. Construído sobre um antigo povoado cristão, tem piso de vidro e “flutua” por estas ruínas. O ponto alto são as Cariátides originais, das quais se pode chegar muito perto, e o último andar, a galeria do Partenon.
Aqui o arquiteto brilhantemente recria a posição do Partenon na Acrópole, olhando diretamente para mesma através de paredes de vidro. Em mesma escala, os fragmentos do friso estão expostos na sua ordem original. Vale ressaltar que a maioria dos frisos originais do Partenon estão no British Museum, em Londres.
O Museu Arqueológico Nacional reúne imensa coleção de artefatos gregos de vários períodos.
 
Andar por Atenas não é tão complicado, se você setorizar os pontos de interesse. O antigo bairro de Pláka, centro histórico da cidade, tem tavernas tradicionais, lojas de antiguidades e produtos típicos, e tudo pode-se conhecer a pé devido as pequenas distâncias.
Entre os restaurantes, o Èlis é aconchegante e tem excelente comida típica grega e também contemporânea.
Imperdível a incrível loja de bebidas Brettos, a mais antiga destilaria grega. O dono, que faz questão de dizer que já veio ao Rio de Janeiro três vezes, é uma simpatia e oferece a bebida típica grega, a Mastiha, o tempo todo. Difícil resistir.
 
Depois de um ano desastroso na política nacional, vale lembrar que a palavra democracia tem sua origem na Grécia antiga (demo = povo e Kracia = governo), sendo este sistema de governo desenvolvido em Atenas.
 




*O Brand-News não se responsabiliza por artigos assinados por nossos colaboradores
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp