11/02/2022 às 16h01min - Atualizada em 11/02/2022 às 16h01min

Dubai e Abu Dhabi: tudo é absolutamente nababesco!

Por Tereza Cristina Leite Navarro Vieira - Empresária
Tereza Navarro na Mesquita Sheikh Zayed, em Abu Dhabi: memórias e momentos
Federação de 7 emirados localizada no Golfo Pérsico, os Emirados Árabes Unidos estão situados no sudeste da península Arábica, fazendo fronteira com Omã e Arábia Saudita. Formado por monarquias árabes, cada uma detendo sua soberania, os Emirados Árabes Unidos englobam Sharjah, Ajman, Umm al-Quwain, Ras al-Khaimah, Fujairah, e os mais conhecidos, Abu Dhabi e Dubai.
A capital e a segunda maior cidade dos Emirados Árabes Unidos é Abu Dhabi. A cidade também é o centro de atividades políticas, industriais e culturais.
A rica região do Golfo Pérsico tem no petróleo o principal apoio para a construção de suas incríveis cidades.
 
Em um pensamento voltado para o futuro, há anos os Emirados têm investido em alternativas ao petróleo, abrindo-se cada vez mais ao turismo.
Abu Dhabi, por exemplo, está com inúmeras construções espetaculares, como o novo Museu Guggenheim Abu Dhabi projetado por Frank Gehry, com previsão para ser inaugurado em 2026. Um gigantesco SeaWorld já está com as obras avançadas! Hoje é possível visitar uma lindíssima filial do Museu do Louvre, além da ilha de Yas, uma ilha artificial com 2500 hectares. Teve a construção iniciada em 2007 e foi totalmente concluída. Foram criadas atrações como uma pista de corridas que recebe o Grande Prêmio de Fórmula 1, hotéis por assinatura, o parque temático da Ferrari (Ferrari World), parque aquático, campos de golfe, hotéis de lagoa, marinas, clubes de polo, apartamentos, moradias e muitos estabelecimentos de comida e bebidas. A ilha de Yas criou um destino turístico internacional único.
 
Visita imperdível fica por conta da Sheikh Zayed Mosque. Nessa bela Mesquita é possível encontrar vários estilos Islâmicos, só a parte de fora já é de cair o queixo! O mármore foi trazido da Macedônia, e os cristais da Itália e Alemanha. Pequenos pedaços de madrepérola incrustados nas colunas de mármore e ouro 24 quilates terminam de dar o toque mega luxuoso nesta obra monumental, com capacidade para mais de 40 mil pessoas.
A obra levou cerca de dez anos para ser concluída, e estima-se que custou o equivalente a R$ 1,5 bilhão. Tudo é absolutamente nababesco!
E quando achava que havia visto tudo, deparei-me com o maior tapete feito à mão do mundo! Verde, com muitas flores coloridas, esse tapete persa levou dois anos para ficar pronto e foi feito ali mesmo, por cerca de 1.200 iranianas. Quando olhei para cima fiquei impressionada com o lustre feito na Alemanha, com o diâmetro de 10 metros e um peso de 12 toneladas. Nos Emirados Árabes tudo é suntuoso, exacerbado, exageradamente grande e, como podem imaginar, nessa Mesquita não poderia ser diferente.
Tudo muito longe da nossa realidade, chegando a ser surreal! 
 
 
EXPO 2020 DUBAI: "Conectando Mentes, Criando o Futuro”
 
Tive o grande privilégio de poder ir aos Emirados durante a EXPO 2020 DUBAI.
Primeira exposição universal realizada no Oriente Médio, o evento teve investimento de US$ 7 bilhões. A exposição tem obras arquitetônicas e inovações tecnológicas dos mais de 190 países representados em seus pavilhões.
A primeira exposição universal ocorreu em 1851, em Londres, no Crystal Palace, uma estrutura criada para a ocasião. Em Paris, a de 1889 apresentou ao mundo a icônica Torre Eiffel.
Nesta EXPO DUBAI há projeções e efeitos luminosos que iluminam a praça Al Wasl, um recinto abobadado futurista, simbolizando a arquitetura islâmica e principal local de espetáculos da EXPO. Cada pavilhão é um espetáculo à parte, destaco o da Arábia Saudita, gigantesco, que conseguiu aliar tradição e visão de futuro em um país que está mostrando uma intenção de abertura maior ao turismo, indo na mesma direção dos Emirados.
Apaixonei-me pelo exótico e lindíssimo pavilhão do Uzbequistão, este país fazia parte da antiga república soviética, situado na Ásia Central. Ele é conhecido pelas mesquitas, pelos mausoléus e por outros locais ligados à Rota da Seda, a antiga rota comercial entre a China e o Mediterrâneo. Outro sonho de destino, conhecer essa região e fazer a Rota da Seda. Quantos sonhos a realizar!
Também há uma incrível fonte interativa que combina fogo, terra, água, luzes e música, a Water Feature. Muita tecnologia, cultura, arquitetura e design, simplesmente indescritível!
Esta Expo promete ser o maior evento já visto no Oriente Médio, no mesmo ano da Copa do Mundo de Futebol, que será celebrada na casa de seu rico vizinho Catar.
 
 
Tudo o que reluz é ouro!
 
Em Dubai tudo é gigantesco é suntuoso. Sempre que formos aos Emirados Árabes, haverá algo novo, extraordinário e grande para se ver, neste contínuo frenesi por inovação e grandiosidade.
 
O Burj Khalifa Bin Zayid, 828 metros de altura e 160 andares, é o prédio mais alto do mundo, inaugurado no dia 4 de janeiro de 2010, após 6 anos de construção. A empresa Emaar Properties foi a responsável pelo investimento no projeto e também está por trás de obras gigantescas construídas em Dubai. A ideia dos empresários da região é que a cidade ganhe o status de maior centro financeiro do mundo.
O escritório de arquitetura e engenharia responsável pelo projeto do Burj Khalifa foi o Skidmore, Owings e Merrill (SOM). Cerca de 12 mil operários de vários países trabalharam na obra do prédio mais alto do mundo, que custou US$ 1,5 bilhões. O Burj Khalifa é feito de concreto e aço, e tem o exterior coberto por mais de 28 mil painéis de vidro.
 
Brincamos durante a viagem que se você se perder em Dubai é só achar o prédio da Emaar (tem um prédio da Emaar em cada esquina, todos gigantescos) Surrealismo puro. E quando voltarmos a Dubai, haverá mais inúmeros Emaar monumentais espalhados nesta cidade espetáculo.
 
Alguns exemplos desta megalomania são o shopping Mall of the Emirates, que concentra aproximadamente 400 lojas, e o Ski Dubai, uma gigantesca e perfeita pista de ski indoor, e inaugurada recentemente a piscina mais funda do mundo, Deep Dive Dubai, que tem 60,02 metros de profundidade e 14,6 milhões de litros de água.
Fomos ao The View at The Palm, o terraço da cobertura, localizado a uma altura de 240 metros, oferece um panorama inimitável de 360 graus de Palm Jumeirah, bem como uma vista esplêndida das águas cristalinas do Golfo Pérsico - e o horizonte de Dubai pode ser visto à distância.
The View at The Palm está localizado no piso 52 do The Palm Tower, que também tem um café com um vista magnífica, onde podemos tomar os famosos cafés com ouro. Há uma exposição criativa que mostra o desenvolvimento da ilha e túneis interativos com temática de aquário. Vale a visita e a vista.
 
Também visitamos a Cove Beach Dubai, na lindíssima Bluewaters Island, outra nova atração em Dubai. Com vista para a Ain Dubai, maior roda gigante do mundo. 
 
 
Vista-se com a coragem da alma e vá… simplesmente vá!
 
Creio ter ficado repetitiva, por tantas grandiosidades e exageros, mas Dubai tornou-se um HUB internacional importantíssimo. Mesmo que lá não seja seu destino final, aproveite sua escala, desembarque, fique alguns dias, vale e muito conhecer toda essa pujança, crescimento e desenvolvimento.
E como eu digo nos meus sonhos pelo mundo: Seja de avião; seja de trem ou metrô; seja de carro, taxi ou Uber; seja de barco, navio ou a nado; com mala, sem mala, de mochilão! Não importa os meios e os medos! Vista-se com a coragem da alma e vá, simplesmente vá!
E desbrave as belezas, encantamentos e ensinamentos que o mundo pode oferecer. VIVA!
 
Agradeço imensamente meu querido amigo e parceiro de viagens Prof. Fernando Eduardo Santos pelo companheirismo.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp