25/04/2022 às 16h08min - Atualizada em 25/04/2022 às 16h08min

Sabores e amores sul-americanos

Adriano Mussolin – Jornalista
E-mail: admussolin@gmail.com
@pjtatan e @maro.cs: “cozinhamos, cuidamos da terra e viajamos”


A mesma vontade de viver novas experiência que os jovens brasileiros têm, os colombianos também têm. E essa busca por encontrar o seu espaço e experimentar novas sensações acabou por unir uma jovem poços-caldense e um rapaz colombiano em terreno neutro, a Argentina.

Assim que concluiu seu curso de Gastronomia, na escola do Senac de São Pedro, em São Paulo, a aprendiz de chef partiu para Buenos Aires para colocar seus conhecimentos em prática e assimilar outras influências nas cozinhas da capital portenha. Em seu primeiro ponto de parada, conheceu um promissor chef colombiano que também estava recém-chegado à Argentina.

Unidos pelas panelas e pelos caminhos da vida, acabaram trabalhando juntos em restaurantes de comida contemporânea e em bistrôs refinados. Foi quando surgiu um convite para passar uma temporada num lodge de pesca, bem no sul da Argentina, a 300 km de Ushuaia. É uma hospedagem onde turistas, em sua maioria europeus, se instalam e usam como ponto de partida para a pesca de trutas, robalos e outros peixes de águas frias. Desafio aceito, lá se foram para o ponto mais ao sul das Américas.

O que eles não esperavam é que chegasse a pandemia...

Os hóspedes conseguiram sair às pressas e retornar para suas casas. Alguns funcionários argentinos também tiveram essa sorte, mas o casal de chefs acabou por ficar retido em Ushuaia. Voos e ônibus suspensos, não havia como sair do chamado “fim do mundo”. Angustiante período de incertezas que assolou o mundo inteiro. Instalados em um pequeno apartamento, aproveitaram esse isolamento forçado para aprimorar seus dotes culinários e para aprofundar sua convivência como casal. Juntos, enfrentaram mais esse inesperado e inédito contratempo.

A saída veio apenas depois de quase seis meses, quando conseguiram chegar em Buenos Aires e de lá até São Paulo e, finalmente em Poços, onde montaram o @bt.bistro.

Hoje, estão por aqui. Amanhã, ninguém sabe. Ainda trazem dentro de si o espírito aventureiro e a necessidade de aprender sempre mais. As oportunidades aparecendo, eles vão aproveitar. Fazem parte de uma parcela da juventude que corre atrás e não fica esperando que surja alguma fórmula mágica de felicidade das redes sociais. Conectados ao mundo, com os pés no chão.

O mundo é pequeno para tanta vontade...
 
 



*O Brand-News não se responsabiliza por artigos assinados por nossos colaboradores 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp