21/06/2022 às 15h12min - Atualizada em 21/06/2022 às 15h12min

Escolha dos cosméticos seguros

Parte 1

Cabeleireiro, Visagista, Tricologista e Colorista - Studio JG Visagismo
Whats: (35) 9 9127-4885
Figura meramente ilustrativa - Reprodução Google
c 
Cosméticos fazem parte do nosso dia a dia. Seja para a pele, cabelo ou unhas, eles estão presentes na maioria das casas. Mas você sabe o que tem naquele seu cosmético favorito? Essa é uma pergunta que você já deve ter feito em algum momento da sua vida.
 
Provavelmente foi na seguinte situação:
 
Você está no banho. Por algum motivo, você pega a embalagem do seu shampoo e começa a ler os ingredientes. São muitas palavras que você talvez nem saiba o que significam. Eis que surge o questionamento: “Para que servem todas essas substâncias?”
 
Sem resposta, você chega à conclusão: “Bom, se eu comprei é porque deve ser seguro. Eles não iam deixar algo ruim ser comercializado”. Eles, no caso, é a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).
O papel da Anvisa é de proteger a saúde da população. Todo cosmético no Brasil precisa ser regularizado pela agência, que autoriza ou registra esses produtos.
 
Todas aquelas palavras que você lê no rótulo do shampoo, são substâncias que vão direto para o seu cabelo. A Anvisa autorizou, então você pode usar. Mas isso não significa que essas substâncias são as melhores. Em alguns casos, ingredientes como sulfatos, petrolatos e parabenos podem trazer problemas com o uso prolongado.
 
Sulfatos, petrolatos e parabenos são substâncias muito comuns em cosméticos. Produtos com sulfato possuem base feita de sódio, e são os responsáveis por criar espuma, como a do shampoo. Petrolatos tem o petróleo como base, e ajudam a dar mais consistência aos cosméticos. Já os parabenos funcionam como conservantes, protegendo contra bactérias e fungos.
 
Como foi dito, o papel da Anvisa é proteger nossa saúde. Para isso, ela utiliza 3 pontos principais ao analisar um cosmético: segurança, eficácia e qualidade.
 
São realizados muitos testes para garantir que um cosmético seja seguro para uso.
 
Nas quantidades autorizadas pela Anvisa, essas substâncias não irão prejudicar sua saúde. O que ocorre, no entanto, é que o uso excessivo desses produtos pode acelerar problemas desagradáveis, como alergias. Saber dessas informações faz muita diferença na hora de escolher o seu próximo shampoo.


 


*O Brand-News não se responsabiliza por artigos assinados por nossos colaboradores
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp