21/02/2022 às 14h59min - Atualizada em 21/02/2022 às 14h59min

“Maca peniana”

Jornalista, publicitário, escritor e professor universitário
wiliam.oliveira@uol.com.br
C 
Certo dia conversava com um amigo sobre as doenças nossas de cada dia e ele me indicou tomar “Maca Peruana”, pois, segundo ele, combatia o colesterol, o diabetes, a depressão e dava força e energia, entre outras coisas.
Eu nunca tinha ouvido falar sobre a tal erva e quase o interrompi para dizer que, embora não estivesse lá essas coisas, eu ainda não estava precisando de maca. Contudo, ele me falou tão bem da erva, misturada com açafrão, que, desde então, comecei a tomar o “composto”.
Assim, a cada dois meses, mais ou menos, religiosamente, lá ia eu até esses locais que vendem produtos naturais, geralmente possuem a palavra “verde” no nome e, como um homem maduro, engrossava ainda mais a voz e solicitava a maca peruana. Usualmente também ouvia a pergunta: -“O senhor vai querer a mais forte ou a mais fraca?”. E eu convicto respondia: “a mais forte”.
Verdadeiramente, não sei dizer se adiantou, mas, não atrasou e, se não fez bem, mal também parece não ter feito e também nunca reparei se houve algum sorrisinho ou qualquer alteração na face das atendentes nas lojas. 
 
Ocorre que hoje fui a uma loja de produtos naturais, recentemente inaugurada por uma amiga, muito bem montada, ali na Rua Nico Duarte, na Vila Cruz, a “Viverde Empório”. (Olha o verde aí gente rs vale a pena conhecer a loja). Conversando com essa minha amiga, ela me informou, entre outras coisas, que a Anvisa estava proibindo a venda da maca peruana e que eu me preparasse, pois não encontraria mais o produto.  (O que ela quis dizer com “preparasse”???) 
Como estava com pressa, não conversamos muito, comprei a maca e o açafrão e fui para casa com a orelha atrás da pulga.
Por que a Anvisa estaria proibindo a maca peruana? 
 
Podem não acreditar, mas foi só nesse momento é que resolvi realmente saber quais os “benefícios” da maca peruana e daí, meu mundo caiu.
Na minha pesquisa no “busca e acharás” descobri que a erva é indicada para tratar problemas como infertilidade, baixa libido, dificuldades de ereção e ejaculação e que não havia indícios científicos da sua ação no organismo, por isso a proibição da Anvisa. Meu Deus!
Quase cai das pernas e dos espermas e fui atrás daquele meu amigo que me indicou o produto para dar uma surra nele e deixa-lo prostrado (ou próstatado? rs) em uma maca.
Fiquei recordando de todas as vezes que, inocentemente, comprei a erva, inclusive solicitando a “mais forte”.
Só hoje entendo melhor porque chama “peruana”. Certamente não é porque tem sua origem no país andino.
Pra finalizar esse crônica erótica, resolvi também dar outro nome para a erva: “maca peniana”. Que mico!




*O Brand-News não se responsabiliza por artigos assinados por nossos colaboradores
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp