30/10/2023 às 16h36min - Atualizada em 30/10/2023 às 16h36min

“Bolsa de Valores”

Jornalista, publicitário, escritor e professor universitário
[email protected]
Foto meramente ilustrativa - Reprodução Google
C 
Em um universo, onde as questões financeiras, infelizmente, balizam os seres humanos e usualmente, os valores se referem aos monetários, imaginei a “Bolsa de Valores do Comportamento Humano (BVCH)”, mensurando ações consideradas em alta e em baixa na sociedade contemporânea, tendo como resultado lucros ou prejuízos sociais.
Assim, elenquei algumas ações que gostaria estivessem em alta e outras em baixa, que, naturalmente, poderão ser acrescidas por quem desejar.
 
Ações em alta:
- Auxiliar, conscientemente, os mais necessitados;
- Elogiar em grupo, colaboradores e colaboradoras;
- Respeitar as escolhas políticas, sexuais, religiosas etc;
- Tratar a todos com respeito e consideração;
- Ouvir os idosos com atenção;
- Evitar fofocas e comentários nocivos;
- Agradecer diariamente pela vida;
- Manter a cordialidade no trânsito;
- Analisar e pesquisar toda informação antes de compartilhá-la;
- Manter a fé em um ser superior;
- Utilizar o bom humor, a esperança e o otimismo como equipamentos de proteção individual;
- Praticar a tolerância e a empatia nos relacionamentos;
- Valorizar familiares e amigos;
- Ser honesto;
 
Ações em baixa
- Descumprir compromissos assumidos;
- Não ser pontual;
- Gritar;
- Desrespeitar os ouvidos humanos, quer por buzinas, escapamentos abertos, ou músicas em altos decibéis;
- Agir sem refletir;
- Pensar mais em si do que na coletividade;
- Praticar violência verbal ou física;
- Culpabilizar os outros pelas próprias escolhas;
- Demonstrar apatia pelo que acontece ao redor;
- Incentivar rupturas e desuniões;
- Dizer uma coisa e praticar outra;
- Empurrar “as coisas com a barriga”
- Fazer gambiarras;
- Valorizar mais a imagem que o conteúdo.
 
 

 

*O Brand-News não se responsabiliza por artigos assinados por nossos colaboradores
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »