17/03/2021 às 15h14min - Atualizada em 17/03/2021 às 15h14min

Cansaço pós-infecção do Covid-19

Dra. Camila Beltrame - dracamila.beltrame@yahoo.com
Figura meramente ilustrativa - Reprodução Google

Bom dia meus queridos.
Espero que tenham gostado das dicas para dormir melhor. Só para lembrar, caso desejem podem deixar sugestões de temas ligados à saúde e bem-estar.
Infelizmente, vivemos dias ainda bem difíceis em virtude da pior fase da pandemia - depois de um ano de ocorrência.
Na esperança de dias melhores e na tentativa de trazer informações que possam ser úteis, hoje vamos conversar sobre o cansaço pós-Covid e o que pode ajudar você.
 
Algumas pessoas - em sua maioria aquelas que adquirem a doença em grau leve a moderado - geralmente desenvolvem sintomas de cansaço significativo. Um cansaço que não se explica de forma convencional.
Estudos vêm sendo realizados no intuito de investigar a causa desse sintoma e a maneira mais adequada de intervir nesses sintomas.
Pesquisadores têm apostado como chave para solução desse problema o suporte para a função da mitocôndria (uma organela que fica dentro de nossas células, que tem a função de produzir energia). Essa organela necessita de oxigênio e glicose para que o ATP (a nossa fonte de energia final) seja produzido.
Durante a Covid-19 temos um desgaste fisiológico do corpo, que tenderá a consumir mais energia para combater a infecção, além de ter toda a cascata de inflamação ativada durante a doença.
Somando esses dois fatores, temos uma justificativa para a presença de sintomas de cansaço na fase de recuperação da doença.
Pesquisas apontam como auxiliar alguns tipos de suplementos como: Melatonina, L-carnitina, NaDH, CoQ10, D-ribose e PQQ (pirroloquilonina quinona). Todas esses suplementos têm papel de otimizar a produção de energia celular.
Outra opção também evidenciada em estudos coloca como a prática de atividade física no modo HIIT ou musculação como maneira de favorecer a produção de energia por um mecanismo denominado biogênese mitocondrial.
Lembrando que todas essas condutas devem ser monitoradas por profissionais de saúde especializados, afim de que você receba as doses corretas de acordo com a sua necessidade, além da prática adequada de exercício físico.
A caminhada, quando auxiliada por um profissional habilitado, se torna muito melhor e assertiva.
Cuide-se. A pandemia não acabou!
Forte abraço e até semana que vem.



 

 


 
*O Brand-News não se responsabiliza por artigos assinados por nossos colaboradores

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp