01/08/2022 às 15h58min - Atualizada em 01/08/2022 às 15h58min

Palavras

Jornalista, publicitário, escritor e professor universitário
[email protected]
Figura meramente ilustrativa - Reprodução Google
c
Como jornalista, professor e escritor, as palavras sempre fizeram parte da minha compreensão do universo. Acredito que elas mudam o mundo. Podem curar ou adoecer. Por isso, a importância de compreendermos o significado de cada uma delas e nesse sentido, a etimologia - estudo da origem das palavras, incluindo a sua evolução no tempo.
Mas, muitas vezes, não precisamos ter conhecimentos técnicos, basta pensarmos sobre a formação das palavras que compreenderemos melhor seu significado e a sua importância.


Assim, me deparei com a palavras “desespero”, ou o verbo “desesperar”. E o que ela nos mostra? Separando simplesmente a palavra, notamos o prefixo des, que tem o significado de não e a sua continuidade, esperar. Ou seja, quando falamos em “desesperar” significa que perdemos a capacidade de esperar, exercitar a paciência, aguardar o tempo de Deus (Kairós).
Outra palavra significativa: mágoa. Quando separamos a palavra, compreendemos “má-água”. Se o nosso corpo é formado na fase adulta por 60% de água, imagina o que a “má-água” pode nos causar de malefícios físicos e emocionais. Assim, melhor é não cultivar mágoas ou mesmo, desaguá-las o mais rápido possível.


Desespero e mágoa - melhor não deixar que tais palavras sejam expressões de nossa vida.





*O Brand-News não se responsabiliza por artigos assinados por nossos colaboradores
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »