08/03/2023 às 14h51min - Atualizada em 08/03/2023 às 14h51min

No Mês da Mulher, Museu celebra aquelas que se destacam na história de Poços de Caldas

FONTE E FOTO: Secretaria Municipal de Comunicação Social da Prefeitura de Poços de Caldas
c 
Criado em 1975 pela Organização das Nações Unidas (ONU), o 8 de março, dia de protesto pelos direitos femininos, é comemorado em mais de 100 países. No Brasil, o Dia Internacional da Mulher é lembrado o mês inteiro. Pensando nisso, o Museu Histórico e Geográfico de Poços de Caldas vai exaltar a biografia de mulheres importantes para a cidade.
 
A série de homenagens está sendo publicada no perfil do Museu Histórico e Geográfico de Poços de Caldas no Instagram. A equipe do Museu selecionou quatro homenageadas, especialmente mulheres escritoras relevantes para a história do município. Os perfis são publicados todas as sextas-feiras do mês de março, mas nesta semana a publicação será feita nesta quarta-feira, 8 de março, homenageando mulheres inventoras pelo mundo. Todo o trabalho de pesquisa biográfica e fotográfica está a cargo da equipe do Museu.
 
“É uma honra poder prestar esta homenagem a mulheres que fizeram e fazem a diferença na história de Poços de Caldas, sobretudo a essas mulheres escritoras, que tecem as narrativas do município para a posteridade. O Instagram do Museu vem se consolidando como fonte de informação e conhecimento e na democratização do acesso ao nosso acervo, e nada melhor que poder celebrar também o Dia Internacional da Mulher”, destaca a coordenadora do Museu, Marina Andrade.
 
As publicações tiveram início na última sexta-feira (3) e a primeira mulher homenageada foi a professora e escritora Maria José de Souza (foto), mais conhecida como Tita. Ela cursou as faculdades de Filosofia, História e Pedagogia. Em seguida, fez mestrado em Ciências Sociais e especialização em Antropologia, entre outros cursos. Vereadora entre 2001 e 2004, Tita lançou, em 2015, o livro “Reinado e Poder no Sul das Minas Gerais”, que traz um registro histórico-cultural dos negros através da celebração da devoção dos santos negros em festas tradicionais, perpetuando a memória dos Caiapós, dos Moçambiques e dos Congados no Sul de Minas.
 
Para saber quem será a próxima homenageada, basta acompanhar o @museudepocosdecaldas no Instagram (https://www.instagram.com/museudepocosdecaldas/).

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »