10/03/2022 às 16h26min - Atualizada em 10/03/2022 às 16h26min

Exposição “A pandemia e a saúde mental da mulher” estará na Câmara até 31 de março

FONTE E FOTOS: Assessoria de Imprensa da Câmara de Poços de Caldas
Dentro das atividades do Mês da Mulher, a Câmara de Poços recebe a exposição “A pandemia e a saúde mental da mulher”, de iniciativa da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher do Poder Legislativo. Até o final de março, será exibido um vídeo no saguão de entrada com entrevistas de cinco mulheres que passaram por momentos delicados em suas vidas durante a pandemia. Além disso, foram disponibilizadas fotos dessas mesmas mulheres com um pequeno texto sobre elas. A produção, execução e montagem são da assessora parlamentar e fotógrafa Michele Veloso.
           
Adriane Matthes, Cláudia Sgrile, Edna Santos, Sônia Junqueira e Márcia Freitas são as mulheres que fizeram parte desse trabalho. “Pensei muito sobre a importância desse espaço de escuta e, principalmente, pensei sobre esse espaço estar dentro da Câmara Municipal, o lugar público de representação de um povo. Ser ouvida foi o grande diferencial na minha participação. Acredito que muitas mulheres, que assim como eu, não têm o lugar da escuta e isso nos faz muita falta. Entendo essa fala como elemento estruturador da sociedade e, sendo assim, todo o processo que foi feito para essa mostra, como a entrevista, o vídeo e a exposição, e isso estar logo no hall de entrada do prédio da Câmara, para mim, foi encantador, pois simboliza a união das mulheres em lugares comuns, públicos. Ter o espaço para falar da experiência vivida de cada uma de nós que participou da mostra é o grande diferencial que nos une, possibilitando um momento de diluição da dor e das ansiedades que nos assolam e nos sufocam nesses tempos”, ressaltou Adriane, arquiteta e urbanista.
 
A abertura da exposição aconteceu nesta semana, com a presença das mulheres que participam da mostra, dos vereadores, do prefeito Sérgio Azevedo, do vice-prefeito Júlio César de Freitas, de secretários municipais e da psicóloga do CAPS Rosely Aparecida de Melo.
 
Segundo a presidente da Comissão de Direitos da Mulher, vereadora Luzia Martins (PDT), este é um importante momento para o diálogo de possibilidades de novas políticas públicas, principalmente para as mulheres que, além do contexto pandêmico, também experimentam novas posturas sociais conquistadas com muito empenho. “É nosso dever trazer à tona, sempre que possível, uma reflexão crítica acerca das dificuldades enfrentadas pela mulher em seus diversos aspectos. Achamos que não temos muitas razões para comemorar, visto às dificuldades enfrentadas pela mulher dentro do contexto econômico e social, entre eles o aumento da violência, feminicídio, diferença salarial, desemprego e uma luta constante para ter vez e voz. Precisamos evidenciar tudo isso e darmos as mãos umas às outras para enfrentarmos os estigmas e preconceitos de uma sociedade voltada para o masculino”, destacou a parlamentar.
Ainda segundo Luzia, a mídia trouxe notícias das muitas dificuldades enfrentadas pela mulher frente a pandemia, por isso a importância da exposição. “Buscamos as nossas mulheres para falarem sobre suas experiências e reinvenções para, assim, podermos criar políticas públicas que atendam à demanda local e propor uma reflexão sobre o universo feminino e suas potencialidades”, afirmou.
 
As visitas à exposição podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 12 às 18h.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp