Brand-News Publicidade 1200x90
24/05/2024 às 13h14min - Atualizada em 24/05/2024 às 13h15min

Conheça mais sobre a cafeína presente na 2ª bebida mais consumida no Brasil: o café

FONTE: Caroline Soares - [email protected] - FOTO: Divulgação

 
Dia Nacional do Café acontece nesta sexta (24)
 
O dia 24 de maio é uma data importante para os amantes de café em todo o Brasil, pois é quando se comemora o Dia Nacional do Café e o Dia do Barista. Essas celebrações destacam a importância dessa bebida tão popular e a habilidade dos profissionais que a preparam.
 
O café é uma das principais commodities mundiais e figura entre as bebidas mais consumidas globalmente. No Brasil, ele possui grande importância econômica e é um dos principais produtos de exportação. O Dia Nacional do Café, instituído em 2005 pela ABIC (Associação Brasileira da Indústria de Café), homenageia a história e a cultura do café no Brasil, o maior produtor e exportador de café do mundo.
 
Na média, os brasileiros bebem de 3 a 4 xícaras de café por dia, o que equivale a aproximadamente 5,8kg ao ano, segundo estudo realizado pela plataforma CupomValido.com.br com dados da Organização Internacional do Café (OIC) e Dieese.
 
A celebração do Dia Nacional do Café também traz à tona a discussão sobre os benefícios e os efeitos da cafeína, o principal componente ativo do café.
 
Só para se ter uma ideia, uma xícara de café expresso contém de 90 a 200 mg de cafeína, enquanto a xícara do tradicional café coado tem entre 150 e 300 mg da substância. Mesmo diante desses dados, o teor de cafeína não depende apenas do tipo de café. Na verdade, fatores externos como a quantidade de água utilizada, tempo de contato da água com o café e tipo de pó também influenciam nesse aspecto.
 
A cafeína é a substância mais consumida no mundo e atua como um poderoso estimulante do sistema nervoso central (SNC), melhorando o humor, o foco e o estado de alerta. Além disso, devido ao seu efeito estimulante, é possível melhorar o desempenho físico durante os exercícios, aumentando a frequência cardíaca e a pressão sanguínea, contribuindo para que mais sangue rico em oxigênio e nutrientes cheguem mais rapidamente às células musculares. E ainda, favorece o uso de gorduras como fonte de energia, economiza combustível (glicogênio) para os músculos, reduzindo a fadiga e auxiliando no desempenho.
 
No entanto, o consumo de cafeína não se limita apenas ao café. Ela está presente em uma variedade de produtos que fazem parte do dia a dia de muitas pessoas. Entre os principais produtos com cafeína, destacam-se:
Chá: Algumas variedades de chá, como o chá preto e o chá verde, contêm cafeína em quantidades variáveis. Esses chás são consumidos tanto por seu sabor quanto por seus efeitos estimulantes.
Refrigerantes: Muitos refrigerantes, especialmente os de cola, possuem cafeína em sua composição. Esses produtos são amplamente consumidos como bebidas refrescantes.
Energéticos: Bebidas energéticas são ricas em cafeína e são populares entre aqueles que buscam um aumento rápido de energia e atenção.
Chocolate: O cacau, ingrediente principal do chocolate, contém pequenas quantidades de cafeína. Chocolates escuros tendem a ter mais cafeína do que os chocolates ao leite.
Medicamentos: Alguns analgésicos e medicamentos para dor de cabeça contêm cafeína, pois ela pode ajudar a aumentar a eficácia dos compostos analgésicos.
 
"A cafeína em cápsulas, por exemplo, é um suplemento alimentar obtido através da extração da cafeína dos alimentos, o que a torna mais concentrada, sendo, portanto, mais potente do que a cafeína natural. Além disso, é absorvida rapidamente pelo organismo e fornece os efeitos estimulantes em poucos minutos após a ingestão, que podem durar até 8 horas", afirma Edmar Mothé, CEO da rede Bio Mundo, que destaca a necessidade de um acompanhamento médico e nutricional nesses casos. (*)


"Uma tendência emergente no mundo das bebidas energéticas são os supercafés. Estes produtos combinam café com ingredientes adicionais como proteínas, vitaminas, minerais e superalimentos (como maca, cacau e cogumelos medicinais) para fornecer um impulso extra de energia e nutrição", destaca Edmar, que vê a alta demanda desses produtos não só pelo público fitness, que já conhece mais sobre potencializadores de treinos, mas também pelos iniciantes de uma vida mais saudável e regrada, que buscam resultados mais rápidos.

(*) NOTA - No dia 9 de novembro de 2023, o Portal Brand-News publicou a matéria intitulada
 "Café preparado com menos cafeína sem ser descafeinado", assinada pelo clube de assinaturas de cafés especiais "Batom na Xícara". O texto pontua que estudos recentes mostram que, de acordo com a forma como o café é preparado, ocorrem graus diferentes de cafeína na xícara. Para saber mais, acesse o link: https://brandnews.com.br/noticia/11665/cafe-preparado-com-menos-cafeina-sem-ser-descafeinado.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://brandnews.com.br/.