01/03/2024 às 13h53min - Atualizada em 01/03/2024 às 13h53min

Arte itinerante em MG: exposições gratuitas do Projeto Parede chegam a Poços de Caldas, Pouso Alegre, Montes Claros e Uberlândia

FONTE: Marcelle Rocha Ribeiro - [email protected] - FOTO: Divulgação
"Sertão Catrumano de Alma Gasta", de Cleiton Cruz, será encenado em Poços de Caldas
C 
A partir deste mês de março, o Projeto Parede retoma sua programação de exposições de artes visuais, que teve início em novembro de 2023. As unidades do Sesc em Pouso Alegre, Poços de Caldas, Montes Claros e Uberlândia integram o circuito, oferecendo ao público exposições gratuitas de artistas mineiros e seus variados estilos.
 
Confira o cronograma:
De 1/3 a 30/4: "Donde Eu Vim, por Onde Eu Vou", de Thaneressa Lima, em Pouso Alegre.
De 1/3 a 30/4: "Sertão Catrumano de Alma Gasta", de Cleiton Cruz, em Poços de Caldas.
De 15/3 a 10/5: "A Partir do Umbigo", de Laura Conti, em Montes Claros.
De 22/3 a 21/5: "Gesto Difícil Instalação com Xilogravuras de Grande Formato", de Rafael da Mata, em Uberlândia.
 
SOBRE OS ARTISTAS E SEUS TRABALHOS 
Dialogando com a cultura regional e o grafite urbano, Cleiton Cruz, natural de Montes Claros, retrata pessoas, costumes e aborda temas ambientais. Sua exposição "Sertão Catrumano de Alma Gasta" homenageia a literatura regional, ilustrando o imaginário coletivo do sertanejo e discutindo questões históricas e sociais com um registro visual que ressalta a necessidade de preservação do Cerrado.
 
Laura Conti, multiartista e psicóloga do sul de Minas Gerais, utiliza dança, performance e arte visual para criar suas obras. Em "A Partir do Umbigo", ela destaca o movimento do giro, a circularidade e elementos da religiosidade africana, revivendo objetos do avô para explorar a repetição e o exercício de recordar.
 
Rafael da Mata é de Poços de Caldas, também no sul de Minas, e formado em Artes Visuais pela UFMG. No seu trabalho "Gesto Difícil Instalação com Xilogravuras de Grande Formato", ele apresenta obras de 1,80 m impressas em tecido, expondo seu processo criativo a partir dos materiais utilizados.
 
Mineira de Uberlândia, Thaneressa Lima atua com fotografia e audiovisual, explorando todas as formas de arte e vida. Sua exposição "Donde Eu Vim, por Onde Eu Vou" revisita sua trajetória nos últimos 10 anos ao documentar cenas do cotidiano através de diversos suportes fotográficos, revelando um olhar intimista e poético sobre os "agoras".
 
PROJETO PAREDE - Com exposições de artes visuais, incluindo pinturas, desenhos, gravuras, fotografias, vídeos e artesanato, produzidas por artistas locais, o Projeto Parede ocupa espaços diversos e cotidianos, como paredes, corredores, jardins, espaços multiuso e qualquer outro ambiente que comporte obras de arte, buscando facilitar o acesso da população a esse tipo de produção.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://brandnews.com.br/.