Brand-News Publicidade 1200x90
10/02/2023 às 15h34min - Atualizada em 10/02/2023 às 15h34min

NOTAS RÁPIDAS - 10/02

RENDA DE MÉDICOS CAI 12% EM 8 ANOS; MULHERES GANHAM R$ 13 MIL A MENOS
 
A renda média dos médicos caiu 12% no Brasil entre 2012 e 2020, revela estudo da Faculdade de Medicina da USP e da AMB (Associação Médica Brasileira).
A pesquisa Demografia Médica no Brasil 2023 também comparou a renda entre os sexos: as médicas têm, em média, renda de R$ 23.305, R$ 13 mil inferior a de seus colegas homens, que recebiam R$ 36.421, em 2020.
O levantamento mostra ainda que cada vez mais mulheres se formam nas faculdades de medicina: 62% de quem entrou na faculdade em 2020. A partir do ano que vem, elas devem ser maioria nos consultórios. Apesar disso, a renda declarada por elas equivale a apenas 64% do rendimento dos homens.
"Possivelmente, os rendimentos de origem patrimonial declarados no IR (lucros, juros, aluguéis, etc) acentuam a disparidade de renda entre homens e mulheres", diz a pesquisa.
 
FONTE: UOL Economia - @uoleconomia
 
 
 
NETFLIX RESTRINGE COMPARTILHAMENTO DE SENHAS EM MAIS 4 PAÍSES
 
A Netflix estendeu a restrição do compartilhamento de senhas da plataforma para os usuários do Canadá, Nova Zelândia, Portugal e Espanha. Os usuários desses países agora terão que pagar para dar acesso à sua conta para as pessoas com quem não moram, depois que regras semelhantes foram testadas na América Latina no ano passado.
Segundo as novas regras, os assinantes dos planos Standard ou Premium da Netflix poderão pagar para até duas pessoas fora de casa usarem a conta.
A Netflix começou a introduzir a mudança no ano passado no Chile, Costa Rica, Peru, Argentina, República Dominicana, El Salvador, Guatemala e Honduras.
A empresa planeja lançar “mais amplamente” as novas regras antes de março, disse em uma carta aos acionistas em janeiro.
A gigante do streaming, que sofreu pesadas perdas de assinantes no ano passado, disse em um post de blog na quarta-feira (8) que o compartilhamento de senha prejudicou suas receitas e, portanto, limitou sua capacidade de investir em novo conteúdo.
Estima-se que mais de 100 milhões de famílias em todo o mundo compartilham uma conta.
 
FONTE: CNN Brasil Business - @cnnbrasilbusiness
 
 
 
JUSTIÇA DECRETA FALÊNCIA DA LIVRARIA CULTURA; DÍVIDAS SOMAM R$ 285 MILHÕES
 
A Justiça decretou, nesta quinta-feira (9), a falência da Livraria Cultura, uma das mais conhecidas redes de livrarias do país.
A empresa apontou a queda de vendas de livros e a crise econômica brasileira desde 2014 como os motivos que selaram seu destino. A companhia ainda pode recorrer da decisão. Segundo especialistas, a Livraria Cultura dava sinais de que não conseguiria honrar os pagamentos previstos no plano de recuperação judicial desde 2019.
O pagamento de direitos trabalhistas e demais credores dependerá do caixa da empresa. “Na falência, a ordem estabelecida em lei diz que há preferência nos pagamentos. Primeiro, vem os trabalhadores (150 salários mínimos por credor), e depois os créditos com garantia real, os créditos tributários e os quirografários (fornecedores e prestadores de serviço)”, afirma a advogada Adriana Conrado Zamponi.
“A falência é sempre a pior situação para todos", acrescenta a especialista. No pedido de recuperação judicial, a Livraria Cultura declarou ter R$ 285,4 milhões em dívidas.
 
FONTE: CNN Brasil - @cnnbrasil
 
 
 
SETOR DE SERVIÇOS EM MINAS GERAIS AVANÇA 4,6% EM DEZEMBRO DE 2022
 
O setor de serviços em Minas Gerais apresentou, em dezembro de 2022, um expressivo avanço de 4,6% frente a novembro de 2022, na série com ajuste sazonal, enquanto no Brasil o avanço foi um pouco menor, de 3,1%, no mesmo período.
Com este resultado, no ano de 2022 (janeiro a dezembro), Minas Gerais apresentou avanço de 12,4% (6 taxas positivas e 6 negativas) enquanto o Brasil atingiu 6,9%.
Para mais informações sobre esse assunto, acesse a página do IBGE na Internet: www.ibge.gov.br.
 
FONTE: MG-IBGE MG Informa - [email protected]
 
 
 
VEREADOR TIAGO BRAZ COBRA REAJUSTE PARA AS INSTITUIÇÕES ASSISTENCIAIS EM 2023
 
Desde o início do mandato, o vereador Tiago Braz (Rede) tem acompanhado o trabalho das instituições que possuem Termos de Parceria com a Prefeitura e cobrado melhorias para o trabalho de cada uma delas. Assim como fez no ano passado, o parlamentar cobrou o reajuste dos repasses feitos pela Prefeitura em 2023, através de um Requerimento que será votado na próxima semana.
Segundo Tiago, as renovações com as entidades que mantêm convênio com o Executivo acontecem todo início de ano. “Fizemos esse Requerimento, porque sabemos que a renovação dos Termos de Parceria com as instituições sempre ocorre em março e sabemos que todas elas necessitam de um reajuste para cumprir seus compromissos financeiros e continuar o trabalho de excelência que oferecem à população”, ressaltou.
Ainda de acordo com o legislador, é muito importante que esse reajuste seja uma prática anual adotada pela administração. “Foram seis anos sem reajuste e, desde o início da Legislatura, tenho lutado para isso. Ano passado, foi efetivado e estamos cobrando para que aconteça novamente e as entidades não sofram como sofreram nos últimos anos com o deficit de recursos.”
 
FONTE: Assessoria de Imprensa da Câmara de Poços de Caldas
Link
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://brandnews.com.br/.