21/11/2022 às 15h41min - Atualizada em 21/11/2022 às 15h41min

Cuidados estéticos levam cada vez mais homens à cirurgia plástica

FONTE: Redação MXP - [email protected] - FOTOS: Reprodução Google / Divulgação
C 
Em tempo de Novembro Azul, especialista observa que os homens preocupados com a saúde e a autoestima incluem procedimentos estéticos e cirurgias plásticas na rotina de bem-estar
 
Com o Novembro Azul, as ações de prevenção do câncer de próstata mobilizam mais de 100 milhões de pessoas no Brasil. A atenção com a saúde, no entanto, não deve se restringir a um único mês do ano. Grande parte dos homens, de fato, está mais empenhada em ter uma alimentação saudável, manter a prática regular de exercícios e incluir na agenda a realização de exames de rotina. Nesta lista de cuidados também estão as cirurgias plásticas e os procedimentos estéticos, que têm feito aumentar a procura nas clínicas. “O interesse é significativo. Somente neste ano, houve um crescimento de 60%, o que demonstra a preocupação deste público com a saúde e o bem-estar”, observa o médico Juliano Pereira (foto).
 
Membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, Pereira destaca que os homens respondem hoje em dia por 30% da frequência na clínica. Para o especialista, este é um dado positivo. “De fato, esta atitude reforça uma preocupação de cuidados com o organismo como um todo”, afirma.
Não apenas na rotina do consultório, mas também em congressos ou por meio de estatísticas o cirurgião avalia que os homens têm encontrado nas cirurgias plásticas grandes aliadas para a saúde e a autoestima. “E, em geral, é a idade que determina o tipo de procedimento procurado pelo paciente”, diz.
 
Entre os procedimentos estéticos não invasivos mais procurados, Pereira coloca a aplicação de toxina botulínica em lugar de destaque. Na lista de intervenções cirúrgicas, o médico aponta que a blefaroplastia, ou cirurgia das pálpebras, é a mais procurada entre homens acima de 45 a 50 anos. Esta cirurgia é composta de duas funções principais. A primeira é a remoção do excesso de pele, tanto da pálpebra superior quanto da inferior, que faz com que o paciente tenha um aumento do campo visual. Além disso, o excesso de gordura, as chamadas bolsinhas de gordura, também é favorecido com este planejamento estético, com melhora estética e funcional.
Para o rejuvenescimento da face e do pescoço, um dos procedimentos mais indicados é o lifting facial. Esta cirurgia, conhecida também por face lifting e ritidoplastia, elimina rugas, repara vincos profundos e perda de tônus.
 
A lipoaspiração é uma cirurgia que, segundo Pereira, leva o público masculino mais jovem ao cirurgião plástico. A técnica é conhecida também como lipoescultura e remove depósitos de gorduras em áreas específicas do corpo como abdômen, dorso, flancos, mamas, coxas, axilas, braços e queixo. “À medida que elimina os tecidos adiposos, a cirurgia remodela os contornos e melhora as proporções corporais”, explica.
A lipoaspiração pode ser de alta, média ou baixa definição, promovendo as linhas do abdômen. A High Definition Lipo, também conhecida como Lipo HD ou Lipo de Alta Definição (Lipolad), é uma cirurgia que combina ideais de beleza e boa saúde. “Em comparação com a lipoaspiração convencional, a Lipo HD é considerada mais delicada e minuciosa por se realizar de forma mais superficial, esculpindo as linhas musculares do abdômen. O visual proporcionado por esta cirurgia é o tão desejado ‘abdômen tanquinho’”, diz.
Juliano Pereira alerta que qualquer procedimento de lipoaspiração, seja de baixa, média definição ou Lipo HD, não são tratamentos para a obesidade. De acordo com o cirurgião, os candidatos mais indicados às duas modalidades cirúrgicas são adultos que seguem uma dieta balanceada, praticam exercícios físicos regulamente e, por isso, têm bom tônus muscular.
 
Seja qual for a modalidade de cirurgia, assim como em todos os procedimentos, reparadores ou estéticos, é fundamental que o paciente procure um especialista credenciado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). “Caberá ao cirurgião plástico entender o desejo do paciente, considerar sua condição física e seu biótipo, encaminhá-lo para exames, avaliar os riscos e considerar as opções de pessoa para pessoa”, finaliza Juliano Pereira.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://brandnews.com.br/.