Brand-News Publicidade 1200x90
10/10/2022 às 14h55min - Atualizada em 10/10/2022 às 14h55min

Dia 10 de Outubro: Dia Mundial da Saúde Mental

Por Andréa Ladislau - psicanalista
FONTE: Lilian Lopes - [email protected] - FOTO: Reprodução Google
c 
Psicanalista lembra da Importância da saúde mental para o equilíbrio e qualidade de vida do ser humano
 
No Dia Mundial da Saúde Mental (10 de outubro), profissionais ligados a essa temática comemoram um advento inédito: uma maior adesão da sociedade aos cuidados voltados para os transtornos e distúrbios psíquicos. A relação do ser humano com os elementos psíquicos está se tornando cada vez intima e necessária. Mas ainda é uma mudança tímida, pois somos cercados por uma cultura de abandono do doente mental. 
  
A linguagem da mente ainda é desconhecida para grande parte da população. As pessoas acreditam que fazem parte do rol de doenças mentais apenas os casos mais severos em que os sintomas são aparentes.
A sociedade ainda não compreende que a ansiedade e a depressão também são problemas psíquicos, e que apresentam o maior índice de crescimento hoje entre as doenças mentais diagnosticadas. Por isso, é extremamente relevante a promoção de um maior engajamento de todos, através de um olhar diferenciado.
 
São muitos os pontos nevrálgicos envolvidos no tema, mas o estigma maior está associado a falta de conhecimento das pessoas, o que gera toda essa conotação negativa. O ser humano carrega crenças limitantes e conceitos enraizados e, culturalmente, rejeita tudo aquilo que desconhece.
Esse estigma precisa ser quebrado e combatido através da popularização de assuntos relacionados às doenças mentais. Promover o acesso à informação é um grande antídoto de combate à Psicofobia (medo exagerado ou irracional da mente/ preconceito ou discriminação contra pessoas com transtornos ou deficiências mentais).
Afinal, o grande entrave está no fato de que, doenças físicas são mais perceptíveis que as doenças psicológicas, o que torna os diagnósticos tardios por dificuldade em reconhecer a necessidade de ajuda.
 
O adoecimento mental traz uma certeza: sem saúde psíquica não existe paz, não há harmonia nas relações e nem energia para cuidar das coisas mais simples da vida. Além do mais, não há sossego para zelar por quem amamos. Esse cuidado com as dores da mente é um investimento urgente que gera bem-estar e equilíbrio ao ser humano.
 
De forma prática, quanto mais falamos sobre nossos sentimentos, mais conscientes ficamos de nossos vazios e das nossas forças. Afinal, quem cuida da mente, cuida da vida. A terapia traz alivio do estresse, das tensões cotidianas, além de auxiliar na resolução de conflitos e alterações de caminhos.
 
Mas, assim como definido pela própria OMS - Organização Mundial de Saúde, não podemos esquecer que o conceito de saúde é um completo estado de bem-estar físico, mental e social, não apenas a ausência de doenças ou demais enfermidades.
 
Enfim, celebrar a saúde mental é valorizar e torcer para que a reflexão sobre a data e o tema desperte uma mudança ainda mais significativa da visão da sociedade sob os aspectos mentais. E que, de alguma forma, provoque uma total abertura na mente das pessoas para que compreendam a gravidade de todas estas questões.
 
Visto que, momentos de dor, conflitos, tristezas, dúvidas e angústias são comuns ao ser humano, mas nem todos conseguem enfrentar com controle emocional adequado. É preciso se familiarizar, promover e buscar um melhor entendimento sobre termos como: “saúde mental”, “saúde emocional”, “sentido de vida”, “qualidade de vida” e “harmonia nas relações humanas”.
O importante é que cada indivíduo compreenda a urgência de um relacionamento genuíno consigo e com sua saúde mental para descobrir tendências naturais que o levem de encontro ao desenvolvimento pessoal, objetivando a superação de conflitos, traumas ou dificuldades emocionais.
 
SOBRE ANDREA LADISLAU - Andrea Ladislau é graduada em Letras e Administração de Empresas, pós-graduada em Administração Hospitalar e Psicanálise e doutora em Psicanálise Contemporânea. Possui especialização em Psicopedagogia e Inclusão Digital. É palestrante, membro da Academia Fluminense de Letras e escreve para diversos veículos. Na pandemia, criou no Whatsapp o grupo Reflexões Positivas, para apoio emocional de pessoas do Brasil inteiro.
Instagram: @dra.andrealadislau

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://brandnews.com.br/.