17/08/2022 às 16h07min - Atualizada em 17/08/2022 às 16h07min

Equipamentos culturais de Poços são contemplados com recursos do Fundo Estadual de Cultura

FONTE E FOTO: Secretaria Municipal de Comunicação Social da Prefeitura de Poços de Caldas
Espaço Cultural da Urca vai ser contemplado com projeto de manutenção de calhas e telhados
c 
Projetos receberão juntos mais de R$ 240 mil
 
O Espaço Cultural da Urca, palco maior das artes em Poços de Caldas, será contemplado com recursos do Fundo Estadual de Cultura (FEC), assim como três bibliotecas do Sistema Municipal de Bibliotecas Públicas. Em dois projetos aprovados em editais lançados pela Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, os equipamentos culturais receberão, juntos, mais de R$ 240 mil. 
O Fundo Estadual de Cultura (FEC) tem como objetivo estimular o desenvolvimento cultural nas diversas regiões do Estado e é destinado à realização de iniciativas culturais voltadas à preservação e incentivo ao patrimônio artístico-cultural material ou imaterial dos municípios mineiros. A seleção dos projetos financiados pelo FEC se dá por meio de editais, atendendo a variadas demandas do setor cultural.

“Estamos muito felizes com a aprovação dos dois projetos junto ao Estado, iniciativas de grande relevância para a Cultura de Poços. Cabe destacar que Poços de Caldas colabora com o Fundo Estadual de Cultura, por meio do DME, que repassa cerca de R$ 550 mil por ano ao FEC, em impostos e contrapartida. Esta é uma maneira eficiente dos recursos retornarem para o município. Quero ressaltar também o trabalho desenvolvido pelos servidores da Prefeitura, de maneira colaborativa, que resultou na aprovação de Poços de Caldas nos dois editais”, enfatiza o secretário municipal de Cultura, Gustavo Dutra
 
Espaço Cultural da Urca
O Espaço Cultural da Urca, principal local de eventos do município, será contemplado no Edital Calhas e Telhados, dentro da área de preservação e restauração do patrimônio material, com recursos de R$ 199.984,26 e contrapartida de R$ 46.431,05 do município. 
O projeto “Manutenção de Calhas e Telhados do Espaço Cultural da Urca” busca melhorar as condições técnicas atuais relativas à construção civil do telhado, com a troca de calhas e rufos em todo perímetro do telhado da Urca, assim como troca de condutores verticais e horizontais de água, remoção e troca parcial de telhas, inspeção e manutenção da estrutura principal. 
A obra visa promover melhores condições de atendimento aos usuários da Urca, fomentando a arte e a cultura no município, preservando o patrimônio arquitetônico tombado.
O Espaço Cultural da Urca conta com dois salões (Bruno Filisberti e Jurandir Ferreira), Teatro Benigno Gaiga, Galeria de Exposição Malala Prézia e a Biblioteca Centenário, que mantém grande acervo literário e atende toda a população do município de forma gratuita. 
“Por sua estrutura bastante específica, há tempos o telhado da Urca vem sofrendo com a ação das chuvas. Com certeza, esta intervenção é nossa prioridade na melhoria da estrutura do espaço. Com a obra, o local estará em condições adequadas para melhor atender aos produtores de eventos, artistas e público em geral”, ressalta a coordenadora do Espaço Cultural da Urca, Maria do Carmo de Figueiredo
O projeto foi elaborado pela coordenadora de Bibliotecas, Raissa de Melo, juntamente com a coordenadora do Museu Histórico e Geográfico de Poços de Caldas, Marina Andrade. Já o engenheiro responsável é Galdino Farias Santos Neto e a obra terá acompanhamento da arquiteta Lícia Tereza Perote de Almeida, coordenadora da Divisão de Patrimônio Construído e Tombamento da Secretaria Municipal de Planejamento e integrante do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Cultural e Turístico de Poços de Caldas (Condephact), com supervisão de Mariana Chaves Oliveira pela Secretaria Municipal de Cultura. 
 
Bibliotecas Públicas
Já o projeto “Sistema Municipal de Bibliotecas Públicas de Poços de Caldas - Cidade Literária e Conectada” visa modernizar e ampliar o atendimento aos usuários da rede de bibliotecas públicas municipais, por meio da aquisição de equipamentos eletrônicos entre computadores, celulares e leitores de código de barras, e da atualização do acervo físico, com a compra de 530 novos títulos, atuando na democratização e ampliação do acesso gratuito e descentralizado à leitura, ao livro e à literatura.
Serão destinados R$ 46.100,00 do Fundo Estadual de Cultura, além de contrapartida de R$ 12.532,00 da Prefeitura. O projeto consiste na aquisição de computadores com processadores mais rápidos, que serão utilizados para a continuidade da catalogação e acesso ao acervo, além de leitores de código de barras, de forma a agilizar o trabalho técnico da equipe no processo de empréstimo, devolução e mapeamento de livros. No que concerne à modernização do atendimento, o projeto prevê a compra de smartphones com acesso à Internet, com a implantação de atendimento online aos usuários.
 
Serão contempladas com o projeto as unidades: Biblioteca Municipal Centenário, no Espaço Cultural da Urca, Biblioteca Municipal Júlio Bonazzi (Praça Tiradentes - Monjolinho) e Biblioteca Municipal Dr. Marcus Vinícius de Moraes (Avenida Coronel Virgílio Silva - Vila Nova), mais recente unidade do sistema, inaugurada em 2016. 
 
“Estamos ansiosos para o início do projeto, que está em total consonância com a nossa proposta de bibliotecas públicas municipais vivas, dinâmicas, acessíveis e antenadas às possibilidades trazidas pela tecnologia, com o intuito de democratizar e ampliar o acesso ao acervo”, destaca a coordenadora de Bibliotecas, Raissa de Melo. 
O projeto foi elaborado pela coordenadora de Bibliotecas, Raissa de Melo, com a colaboração das bibliotecárias Juliana de Faria Cardoso e Magaly Aparecida Franco e da equipe de auxiliares de Biblioteca, juntamente com a jornalista da Assessoria de Imprensa e Comunicação Social da Prefeitura, Carolina Barbosa, responsável pela redação do projeto cultural.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »