09/08/2022 às 16h58min - Atualizada em 09/08/2022 às 16h58min

Para estimular doação de órgãos e tecidos, Instituto brasileiro lança concurso de desenhos

FONTE E FOTO: Jéssica Amaral - [email protected]
c
Segunda edição do Salão de Humor vai premiar charges e cartuns. As inscrições das artes podem ser feitas até o dia 15 de agosto, de forma online, e serão premiadas com valores em dinheiro
 
O Instituto GABRIEL, organização social sem fins lucrativos que trabalha desde 2000 para estimular a doação de órgãos e tecidos no país, lançou no dia 4 de julho o 2° Salão de Humor sobre Doação de Órgãos. Atualmente, mais de 56 mil pessoas esperam por um transplante no Brasil. E o “sim” de uma só pessoa pode salvar até oito vidas.
 
A primeira edição do Salão de Humor aconteceu em 2008 e premiou quatro categorias de humor gráfico: Charge, Cartum, História em Quadrinhos e Caricatura. “O sucesso da iniciativa foi tão grande que os convites para que novas edições do Salão de Humor ocorressem foram constantes de lá para cá”, conta Maria Inês Toledo de Azevedo Carvalho, presidente do Instituto GABRIEL e criadora do projeto em conjunto com Valdir de Carvalho e o cartunista Mário Mastrotti
 
Desta vez, 14 anos depois da primeira edição, o evento vai premiar duas categorias: Cartum e Charge. O formato online busca democratizar ainda mais a participação de artistas de todo o Brasil. A expectativa é que mais de 100 mil pessoas participem. O público-alvo são profissionais da área da saúde, educação, artistas gráficos, estudantes e população em geral. 
 
Os interessados podem inscrever até três obras por categoria no site do Instituto (www.gabriel.org.br/salaodehumor/) até às 23h59, no horário de Brasília, do dia 15 de agosto. O anúncio sobre os vencedores ocorre dia 27 de setembro, Dia Nacional do Doador de Órgãos. Depois disso, será aberta uma visitação virtual às obras vencedoras. Tudo vai ser compartilhado nas redes sociais do Instituto GABRIEL. 
 
A premiação vai contemplar o primeiro e segundo lugares com valores em dinheiro de R$ 1 mil e R$ 500,00, respectivamente. Serão, ainda, destinadas três menções honrosas por categoria. O corpo de jurados escolhido pela organização do evento é formado por profissionais de saúde, da área de captação de recursos e transplantes de órgãos, com nomes de expressão no setor. Eles vão julgar as obras que terão maior impacto junto à comunidade e, claro, que também tenham uma boa dose de humor para chamar a atenção, de forma lúdica, para a importância da causa, que é a doação de órgãos. 
 
Na primeira edição, o evento recebeu 250 obras de todo o Brasil, em quatro categorias. A expectativa para esta edição é que sejam inscritas 400 obras. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »