17/06/2022 às 15h27min - Atualizada em 17/06/2022 às 15h27min

Especialista indica cuidados para prevenir doenças respiratórias no tempo seco

FONTE E FOTO: Ideal H+K Strategies
c 
Sintomas podem ser parecidos aos da Covid-19 e cuidado deve ser redobrado
 
Rinite alérgica, asma, o resfriado, sinusite e bronquite são algumas doenças respiratórias que tendem a se agravar no inverno, época em que a umidade relativa do ar fica mais baixa. Nesse período os cuidados devem ser redobrados e medidas simples podem ser adotadas para aliviar os sintomas das doenças, trazendo mais conforto quando o tempo estiver mais seco.  
 
De acordo com a professora do curso de Enfermagem da Faculdade Pitágoras, Renata Titoneli, a diminuição da umidade causa o ressecamento da pele e das mucosas, favorecendo as manifestações alérgicas e doenças respiratórias. “Em dias frios acontece a vasoconstrição para manter o aquecimento corporal. Quando o clima está frio as vias respiratórias são comprometidas - na respiração ocorre perda de água e calor - e o transporte do muco é reduzido, facilitando com que a proliferação de doenças”, explica. 
 
A professora comenta ainda que principalmente em junho, com a chegada do inverno, é normal que a população já comece a sentir os primeiros efeitos da estiagem e perceba a diminuição da umidade, pois a seca é ainda mais rigorosa. “Para equilibrar a situação não esqueça de andar com uma garrafinha de água. Se tiver alérgicos em casa evite varrer, deve-se passar pano úmido para limpar o ambiente e diminuir o contato com os pelos dos animais de estimação”, diz.  
 
A especialista acrescenta ainda que a atenção deve ser redobrada, principalmente porque, em muitos casos, os sintomas são parecidos aos da Covid-19. “Os sintomas mais comuns em pessoas infectadas são febre, coriza, dor de garganta e dor no corpo. Logo nos primeiros sinais procure um posto de saúde para realizar o mais precocemente possível o teste”, orienta. “Lembre-se, a prevenção é a melhor forma de combater a doença e cuidar das pessoas que amamos”, completa a professora. 
 
Para diminuir os efeitos da estiagem, que em Minas Gerais tem início em meados do junho e perdura até o fim do ano, a professora indica alguns cuidados que podem ser adotados para aliviar sintomas, evitar doenças respiratórias e passar pelo período com mais conforto: 
 
- Vacine-se anualmente contra a gripe; 
- Vacine-se contra Covid-19 (dentro da faixa etária proposta pelas prefeituras); 
- Beba bastante água para hidratar as vias aéreas, sempre em quantidade suficiente para deixar a urina amarelo-clara; 
- Consuma alimentos ricos em vitamina C - frutas ácidas, couve e brócolis, além de produtos enriquecidos com esse nutriente; 
- Lave as narinas diariamente com soro fisiológico; 
- Coloque bacias e toalhas molhadas nos ambientes para torná-los mais úmidos; 
- Mantenha o ambiente limpo e arejado; 
- Se tiver quintal com jardim/grama, molhe as plantas no fim do dia para umidificar o ambiente; 
- Evite exercícios físicos entre 11h e 15h; 
- Cuide bem de sua imunidade com uma alimentação saudável e uma boa noite de sono;  
- Evite permanecer em lugares fechados com muitas pessoas; 
- E se já possui histórico, redobre os cuidados. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp