16/05/2022 às 15h14min - Atualizada em 16/05/2022 às 15h14min

Coletânea organizada por professor da UFMG é escolhida entre os 200 livros importantes para compreender o Brasil

FONTE E FOTO: Assessoria de Informação da Faculdade de Letras da UFMG
c
A coleção Literatura e Afrodescendência no Brasil - antologia crítica (3. ed., 2020) foi escolhida, em levantamento da Folha de S.Paulo junto a 169 intelectuais brasileiros, para integrar a relação dos 200 livros importantes para compreender o Brasil. O livro é organizado pelo professor Eduardo de Assis Duarte, da Faculdade de Letras (Fale) da UFMG.

A Antologia é resultado de projeto de pesquisa realizado a partir do Núcleo de Estudos Interdisciplinares da Alteridade (NEIA), da Fale, que reúne 65 pesquisadores da UFMG e de mais 22 universidades brasileiras de todas as regiões, e quatro universidades estrangeiras. O volume 4 da coletânea é co-organizado por Maria Nazareth Soares da Fonseca, da PUC Minas.

SOBRE A COLEÇÃO - Composta por quatro volumes (Precursores, Consolidação, Contemporaneidade e História, teoria, polêmica), a obra Literatura e Afrodescendência no Brasil é fruto de pesquisa realizada em todas as regiões do país com vistas ao mapeamento e ao estudo da literatura produzida pelos afrodescendentes desde o período colonial. O resultado apresenta a faceta afro da literatura brasileira, num total de 100 escritores oriundos de tempos e espaços diversos, apresentados a partir de ensaios críticos, contendo dados biográficos, estudo de obra, relação de publicações e de fontes de consulta.

Para saber mais sobre a lista, leia na íntegra a reportagem "200 anos, 200 livros".

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp