28/03/2022 às 14h48min - Atualizada em 28/03/2022 às 14h48min

Câmara realiza 5ª reunião da Comissão das Águas

FONTE E FOTO: Assessoria de Imprensa da Câmara de Poços de Caldas
C 
Os integrantes da Comissão Especial das Águas da Câmara de Poços se reuniram, na última semana, para discutir diversas demandas ligadas ao setor hídrico, além de retomar algumas questões que já foram objeto de estudo no relatório elaborado em 2012. Criado em 2010 por iniciativa da vereadora Regina Cioffi (PP), o grupo reúne vereadores e representantes de vários órgãos e instituições com a finalidade de buscar soluções para os possíveis agravos ambientais nas águas do município.
Uma das demandas apresentadas pela Comissão foi o envio de relatórios pela CNEN (Comissão Nacional de Energia Nuclear) sobre as barragens da Unidade de Tratamento de Minérios da INB (Indústrias Nucleares do Brasil), principalmente a de Águas Claras e a de Rejeitos, que têm sido alvo de intenso debate há décadas por conta dos potenciais riscos que estes locais oferecem à região do Planalto de Poços de Caldas. “Faremos um ofício para que sejam encaminhados esses relatórios de avaliação para o conhecimento de todos nós, inclusive da população, porque a Comissão das Águas, por ser paritária, tem que prestar contas”, destacou Regina Cioffi.
Segundo a vereadora, a Comissão das Águas não vai mais retomar o relatório feito no passado, visto que aquele diagnóstico está superado e não será possível avançar nesse sentido. “Ele será usado mais como comparativo. Sugeri que a gente peça ao DMAE que sejam refeitas as análises biológicas e físico-químicas das águas nos pontos onde coletamos e que foram acusados muito coliformes fecais. Vamos comparar os resultados. Foi também discutido que o DMAE faça, através de empresa terceirizada, uma análise de pesquisa de agrotóxicos, porque no passado encontramos no Rio das Antas, próximo à ultima barragem de Águas Claras, o BHC, agrotóxico proibido no Brasil há muitos anos. Se ainda houver a presença dessa substância, tomaremos as medidas cabíveis”, disse.
 
Com relação à Represa Bortolan, a presidente ressaltou a importância de se encaminhar um relatório referente à questão do nível dos coliformes fecais e dos efluentes dos resíduos finais do processo de produção das empresas. “Pedi que o Departamento Municipal de Meio Ambiente faça uma análise de como estão essas situações. Segundo o DMA foi contratada uma empresa terceirizada, que fez análise desses matérias e que está tudo certo, então pedimos um relatório para comprovação”, pontuou.
 
Para Regina, esta foi uma reunião muito produtiva e com diversos encaminhamentos. “Foi a quinta e, para mim, a melhor reunião que fizemos, pois foram deliberados assuntos pertinentes para darmos continuidade à missão da Comissão das Águas”.
 
Fazem parte da Comissão das Águas os vereadores Regina Cioffi (PP), Roberto Santos (Republicanos), Luzia Martins (PDT), Tiago Braz (Rede) e Wellington Paulista (DEM), além de representantes da CNEN (Comissão Nacional de Energia Nuclear), INB (Indústrias Nucleares do Brasil), Unifal, PUC Poços de Caldas, CBH Mogi/Pardo (Comitê da Bacia Hidrográfica - Afluentes Mineiros dos Rios Mogi-Guaçu e Pardo), Secretaria Municipal de Planejamento, ASSEMAE (Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento), DMAE (Departamento Municipal de Água e Esgoto) e 25ª Subseção da OAB/MG.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp