26/11/2021 às 16h30min - Atualizada em 26/11/2021 às 16h30min

Edital de Economia Criativa proporciona retorno gradual de eventos artísticos presenciais, em todas as regiões da cidade

FONTE E FOTOS: Secretaria Municipal de Comunicação Social da Prefeitura de Poços de Caldas
Guilherme Melo e Nádia Campos
,
O Edital de Economia Criativa da Secretaria Municipal de Cultura está proporcionando o retorno gradual e com segurança dos eventos artístico-culturais presenciais no município, com atrações não só na área central e no Teatro Benigno Gaiga, como também nas diversas regiões da cidade. São atrações artísticas gratuitas nas áreas de teatro, música, dança, circo, entre outras.
Neste sábado (27), o projeto Black Groove, dos DJ’s Flavio Effe e Chocolate, agita o CEU da Zona Leste, a partir das 16h. O projeto foi criado com o intuito de resgatar a memória da música negra brasileira das décadas de 1970, 1980 e 1990, com destaque para grandes nomes da black music no Brasil. No repertório da apresentação, que terá cerca de duas horas, músicas como Você, Taj Mahal, País Tropical, Gostava Tanto de Você e Sá Marina. Os dois DJ’s tocarão e farão a produção das músicas em versões diferentes das originais.
 
Ainda no sábado (27), às 20h, e também no domingo (28), às 18h30, o Teatro Benigno Gaiga recebe o espetáculo “Lama - O Grande Cemitério”, do grupo teatral NucleArte, que retorna às apresentações presenciais com duas sessões do espetáculo. A produção autoral, que estreou em 2019 e foi selecionada para festivais nacionais de teatro, passou por adaptações e agora reestreia em Poços de Caldas. A dramaturgia é baseada em relatos dos sobreviventes das tragédias de Mariana e Brumadinho. Além do texto, as músicas da peça também são autorais e executadas ao vivo. A entrada é gratuita, mas o público pode contribuir com brinquedo ou um quilo de alimento não perecível. As doações serão entregues à campanha Natal Solidário (Classificação indicativa: 14 anos).
 
A programação do domingo (28) começa às 10h30, com o “Concerto Ares Musicais”, com Nádia Campos e Fernando Guimarães, no pátio do Museu Histórico e Geográfico de Poços de Caldas. A primeira apresentação será feita pela artista Nádia Campos, que será acompanhada pelo músico Guilherme Melo. Além de cantar, ela tocará instrumentos de corda e percussão com um repertório autoral, produzido principalmente durante a pandemia, e da cultura popular brasileira, incluindo congada, folia de reis e bumba meu boi. Já Fernando Guimarães fará seu repertório trovadoresco autoral presente em seu terceiro disco "Árias Campesinas", prestes a ser lançado, que traz a realidade da vida no campo dos interiores brasileiros. Em certo momento, os dois artistas interagem, fazendo uma ponte entre os dois espetáculos.
 
HIP HOP NO PARQUE MUNICIPAL - Já à tarde, o agito será no Parque Municipal Antônio Molinari, a partir das 12h30, com o show “Jotadois: sonhos nunca morrem", que marca a volta de Jotadois (Anderson Jacon Jeremias) ao RAP e o início da sua carreira solo. Agora, Jotadois traz uma temática diferente, abordando temas com o intuito de levar informação, formar pessoas questionadoras, alimentar a autoestima do negro, abordar problemas atuais do nosso cotidiano como o racismo e desigualdade social, propagando a cultura hip hop da sua raiz até os dias atuais.
Na sequência, a já tradicional Batalha do Palace ganha novo palco, com o projeto Batalha do Palace Especial 9 anos. Paralisado durante a pandemia da Covid-19, o evento completa 9 anos em 2021, com batalhas de MC’s e de dança, abrangendo a participação de MC’s e bailarinos da cultura hip hop. Também será realizado um pocket show de 20 minutos com o MC Mb2 (Roberto de Moraes), totalmente composto por músicas autorais. A partir das 13h30, serão abertas as inscrições para Batalha de Mc’s e Batalha de Danças Urbanas. O evento segue durante toda a tarde, com previsão de encerramento às 20h.
 
MAIS TEATRO NA URCA - Na terça-feira (30), às 20h30, o Teatro Benigno Gaiga, no Espaço Cultural da Urca, recebe a peça “Os compadres e os fantasmas do cafezal”, com tipos bem engraçados que fazem parte da tradição caipira de Minas. No espetáculo, o padre que vive às turras com o coronel da cidade, um professor que sempre discorda do barbeiro fofoqueiro da cidade, o dono da venda que é uma espécie de conselheiro de todos. O dono da funerária e o coveiro, figuras que causam arrepios, e também o boticário, responsável pela cura dos moradores da vila. O espetáculo foi gravado para o Poços Curte em Casa de 2021 e agora será transportado para o palco. A entrada é gratuita e os ingressos já estão disponíveis para retirada na recepção do Espaço Cultural da Urca (Classificação: livre).
ECONOMIA CRIATIVA - O edital de Economia Criativa de Poços de Caldas visa movimentar a cadeia produtiva da cultura local. Com investimentos da ordem de R$ 900 mil com recursos próprios da Prefeitura, foram aprovadas 155 das 159 propostas apresentadas, com 553 artistas e 63 técnicos contemplados. Com o edital de Economia Criativa, o município fecha os investimentos com orçamento próprio na Cultura, totalizando R$ 1.650.000,00 em 2021, R$ 150 mil a mais que o valor inicialmente previsto.
Os eventos presenciais seguem os protocolos sanitários e serão realizados em todas as regiões da cidade.
A programação completa dos trabalhos viabilizados por meio do Edital de Economia Criativa pode ser acessada nas redes sociais do Poços Curte em Casa (@pocoscurteemcasa) e Poços Cultura e Arte (@pocosculturaearte) no Instagram e Facebook.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp