18/06/2024 às 15h40min - Atualizada em 18/06/2024 às 15h45min

Rótulos de alimentos: especialista dá dicas de como identificar produtos mais saudáveis

FONTE E FOTO: Rodolfo Milone - [email protected]
 
Coordenador da Fugini explica a importância de avaliar a lista de ingredientes, informações nutricionais e altas adições para escolhas mais conscientes
 
Nos últimos anos, com a maior conscientização das pessoas sobre a alimentação e as consequentes mudanças nos hábitos de consumo, a demanda por produtos saudáveis segue em alta. Nesse sentido, os rótulos das embalagens se tornaram uma ferramenta essencial no processo de escolhas mais conscientes.  É o que explica Cassilândio Paiva dos Santos, técnico em alimentos e coordenador de pesquisa, desenvolvimento e inovação da Fugini, empresa líder no mercado de molhos de tomate. 
 
Segundo ele, saber ler, entender e interpretar as informações presentes na lista de ingredientes e nas tabelas nutricionais é essencial para identificar produtos mais saudáveis. Para entender como fazer essa leitura, o primeiro passo é saber que os ingredientes, listados no rótulo, estão elencados em ordem de quantidade, do maior para o menor. 
 
“A conscientização sobre a leitura da lista de ingredientes é muito importante. Essa prática permite estabelecer a compatibilidade entre o que você procura e o que o produto oferece. Quanto mais ingredientes e nomes complexos estiverem descritos no rótulo, mais distante da saudabilidade estará esse alimento. Molhos de tomate mais nutritivos, por exemplo, têm o tomate como primeiro ingrediente e nenhum aditivo artificial”, complementa o coordenador da Fugini. 
 
O especialista destaca também a importância de o consumidor verificar possíveis alergênicos ou substâncias que devem ser evitadas, além de se atentar, de forma geral, à quantidade de calorias, gorduras, açúcares e outros nutrientes presentes no produto.
 
Alto em sódio, açúcar adicionado e gordura saturada
A partir das novas regras de rotulagem estabelecidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), as embalagens passaram a contar com um selo na parte frontal, indicando quando os alimentos possuem altas adições de sódio, açúcar adicionado e gordura saturada. De acordo com Santos, essa iniciativa é importante para contribuir com o processo de escolhas conscientes por parte dos consumidores. 
 
“Algumas vezes, ao observar a lista de ingredientes, as informações não estão tão claras. Açúcares adicionados podem aparecer com outras denominações além do açúcar de cana, como é o caso do mel, melaço, extrato de malte, sacarose, dextrose, xaropes, açúcar invertido, frutose e maltodextrina”, aponta o especialista. 
 
Quanto às gorduras, o especialista afirma que seu consumo é importante para diferentes funções do organismo, mas quando consumidas em excesso, especialmente as gorduras saturadas e as trans, podem colocar a saúde em risco. 
“Podemos reconhecer as gorduras saturadas a partir da presença de óleos vegetais, como o de palma. Já as gorduras trans têm maior presença em ingredientes como os hidrogenados. Entendemos por gorduras totais a soma de todos os tipos de gorduras presentes nos alimentos, portanto, se elas também tiverem um alto índice indicado na tabela nutricional, é preciso ter atenção na escolha e na quantidade a ser consumida”, alerta Santos.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://brandnews.com.br/.