11/06/2024 às 14h26min - Atualizada em 11/06/2024 às 14h26min

A insônia afeta a saúde do coração? Especialista explica como dormir bem ajuda na saúde cardiovascular

FONTE: MF Press Global Gestão geral - [email protected] - Foto Ilustrativa (PixaBay)

 
A privação crônica do sono está fortemente relacionada às doenças cardiovasculares, afirma o cardiologista Dr. Roberto Yano
 
A saúde do coração é muito complexa por envolver diversos fatores, como alimentação, exercício físico, medicamentos usados ao longo da vida, consumo ou não se álcool, tabagismo, entre outros, mas um dos mais importante é, muitas vezes, esquecido, o sono.
 
O sono é fundamental para prevenir doenças cardíacas, ajudando a reduzir o risco cardiovascular por promover um descanso ao corpo, reduzindo o risco de AVC, de hipertensão arterial, regulando o sistema cardiovascular, reduzindo o estresse, ajudando a controlar o peso, recuperar o corpo, entre outras funções.
 
Efeitos negativos da insônia na saúde do coração
De acordo com o médico cardiologista Dr. Roberto Yano, a privação crônica de sono pode prejudicar bastante a saúde cardiovascular.
 
A privação de sono por longos períodos contribui para um risco aumentado de doenças cardiovasculares, além de gerar distúrbios metabólicos, como aumento da inflamação e da resistência insulínica, que contribuem para doenças cardíacas”, explica.
 
Quando você dorme mal, sua pressão arterial tende a ficar mais elevada, assim como sua frequência cardíaca. Você libera mais fatores inflamatórios que vão prejudicar o seu corpo a longo prazo. O seu nível de estresse e ansiedade piora pela privação do sono. Enfim o risco de eventos cardiovasculares como Infarto e Derrame é maior naqueles que dormem mal, menos de 6 horas por dia”, explica.
 
Como melhorar a qualidade do sono?
De acordo com o Dr. Roberto Yano, a higiene do sono ajuda a melhorar a qualidade do descanso, mas se os sintomas persistirem é fundamental buscar ajuda médica.
 
A higiene do sono é uma série de hábitos que contribuem para criar um ambiente acolhedor, afastar as distrações e criar rotinas que estimulem o sono. Dentre os vários cuidados inclusos nela estão evitar telas uma hora antes de dormir, então não levar o celular para o quarto, e nem ter televisão no ambiente, ter um ambiente escuro e com a temperatura agradável, ter o hábito de dormir no mesmo horário, evitar cafeína após o almoço e evitar de jantar muito perto da hora de dormir. Mas caso mesmo com todos esses cuidados a dificuldade para dormir persistir, é necessário buscar ajuda médica”, alerta Dr. Roberto Yano, que é especialista em Estimulação Cardíaca Artificial pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular e AMB.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://brandnews.com.br/.