Brand-News Publicidade 1200x90
29/05/2024 às 10h56min - Atualizada em 29/05/2024 às 10h56min

Especialistas alertam: não se guarda vinagre embaixo da pia!

FONTE: Redação MF Press Global - [email protected] - FOTOS: Divulgação / MF Press Global
 
Médica Lorena Balestra alerta para os perigos de armazenar o condimento de maneira inadequada
 
Um alerta importante para os amantes de condimentos: assim como o ketchup, a mostarda e a maionese, especialistas alertam que o vinagre requer cuidados específicos de armazenamento após aberto. De acordo com a médica Lorena Balestra, negligenciar essa prática pode resultar no crescimento de bactérias, comprometendo a qualidade e segurança alimentar. 
 
Essas bactérias podem causar intoxicação alimentar e outros problemas de saúde, ocasionando sintomas como náuseas, vômitos, diarreia e desconforto gastrointestinal. Além disso, a deterioração do vinagre devido à exposição ao ar e à luz também pode afetar seu sabor e qualidade, tornando-o inadequado para consumo.
 
Isso acontece porque o condimento é produzido através da fermentação de substâncias como frutas, por bactérias conhecidas como acetobactérias. “Durante o processo de fermentação, essas bactérias convertem os açúcares da preparação em álcool e, posteriormente, em ácido acético, que é o principal componente do vinagre e o responsável por seu sabor ácido. Como o vinagre é um produto fermentado, ele é naturalmente suscetível ao crescimento de bactérias quando não armazenado corretamente”, esclarece Lorena, pós-graduada em nutrologia e endocrinologia, pesquisadora no CPAH - Centro de Pesquisa e Análises Heráclito (foto).
 
Segundo a médica, ao ser deixado fora da geladeira após aberto, o líquido torna-se suscetível à proliferação de bactérias, que podem se depositar no fundo do frasco e estragar o tempero. “Para preservar sua qualidade e prolongar sua vida útil, a maneira mais adequada de armazená-lo é mantê-lo tampado e refrigerado na sua geladeira. Isso evita a proliferação de microorganismos e mantém o sabor original”, explica a profissional. 
 
Segundo normas da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), é obrigatório que os alimentos informem em seus rótulos a maneira correta de armazenamento antes e após aberto, incluindo o vinagre. “Embora a maioria das marcas siga essa orientação, muitos consumidores ainda não se atentam às instruções, resultando no desperdício de alimentos antes do prazo indicado nas embalagens”, afirma a médica. 
 
Além disso, mesmo quando ainda fechado, o vinagre deve ser guardado em local limpo, arejado e livre de umidade e calor, garantindo sua integridade e qualidade até o momento do consumo. Portanto, ao adquirir vinagre e outros condimentos, é fundamental seguir as recomendações de armazenamento para garantir a segurança alimentar e evitar desperdícios e intoxicações.
 
A Dra. Lorena Balestra, com a colaboração do Pós-Doutor em Neurociências e formado em Nutrição Clínica, Dr. Fabiano de Abreu Agrela, desempenhou um papel crucial na concepção e validação do Método 40P/30G/30C. Neste método, a sequência dos alimentos está intimamente ligada à maneira como nosso corpo metaboliza e absorve nutrientes, preconizando uma ingestão composta por 40% de proteínas, seguidas por 30% de gorduras saudáveis e, por fim, 30% de carboidratos.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://brandnews.com.br/.