Brand-News Publicidade 1200x90
20/05/2024 às 16h24min - Atualizada em 20/05/2024 às 16h24min

Alunos do Projeto Turismo Educativo 60+ “aterrissam” na Rampa de Voo Livre

FONTE E FOTOS: Flávio José Valente - [email protected]

 
Poços de Caldas é, sem dúvida, uma cidade privilegiada por sua vasta oferta de atrativos turísticos, incluindo esportes considerados radicais, como o voo livre.
 
Recentemente, alunos do Projeto Turismo Educativo 60+, provenientes da Unabem e Ciadi/Amas Zona Oeste, visitaram a Rampa de Voo Livre de Poços de Caldas. Antes do passeio, o grupo assistiu a uma "aula magna" ministrada pelo piloto Cristiano Ricci da Silva (foto), campeão mineiro, brasileiro e mundial de Paraglider. Presidente do Clube de Voo Livre de Poços de Caldas, Ricci esclareceu curiosidades e ressaltou a segurança do esporte quando praticado corretamente.

O voo livre, que começou na Austrália e França por volta de 1963, é um voo não motorizado que utiliza térmicas - correntes de ar quente ascendentes - para realizar voos de diversas distâncias. As duas principais modalidades são o Parapente (ou Paraglider) e a Asa Delta. O Parapente, originário do termo francês "Parrapant" (voo de encosta), e o Paraglider, do inglês "Glider" (planador). O primeiro voo de Asa Delta no Brasil ocorreu em 1974.
 
Em Poços de Caldas, o esporte foi inaugurado por Paulo Sérgio Trevisan, conhecido como Baiano, em dezembro de 1976, com uma Asa Delta construída por ele mesmo. Em sua homenagem, a rampa de voo livre da cidade é chamada de "Rampa do Baiano". Baiano faleceu em 2017, em um acidente de Paraglider.
 
Durante a visita à rampa, o grupo foi recebido calorosamente pelo jovem diretor Marcelo Gonçalves, no recém-inaugurado Restaurante e Cervejaria Gonçalves. Marcelo compartilhou a história de sucesso da cervejaria no deslumbrante deck do restaurante, que oferece uma das vistas mais belas da região, situada na face externa norte da Caldeira Vulcânica de Poços de Caldas.
 
O Projeto Turismo Educativo 60+ visa promover um senso de pertencimento e valorização da cidade através de um "turismo cidadão", explorando atrativos turísticos locais e suas histórias. Coordenado pelo Prof. Flávio José Valente, o projeto é gratuito e aberto à comunidade, com apoio de transporte da Secretaria de Promoção Social de Poços de Caldas.
 
A Unabem, também dedicada a pessoas com mais de 60 anos, busca elevar a autoestima, estimular a sociabilidade e desenvolver capacidades cognitivas, sob a coordenação da Prof. Adriana Gavião.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://brandnews.com.br/.