14/03/2024 às 13h20min - Atualizada em 14/03/2024 às 13h30min

Uso do celular é uma das principais causas de problemas no manguito rotador

FONTE: Leda Sangiorgio - [email protected] - FOTO: Reprodução Google

 
Estrutrura faz parte da articulação dos ombros e pode causar dores intensas quando inflamado
 
Você passa horas no celular e anda sentindo dores nos ombros, principalmente quando precisa pegar um objeto no alto? 

Saiba que esta dor pode estar relacionada a uma inflamação no manguito rotador. Esta estrutura faz parte da articulação dos ombros e é fundamental para os movimentos de levantar e girar os braços. Além disto, estabiliza a cabeça do úmero, o osso da parte de cima dos braços dentro do ombro.

Segundo a fisioterapeuta Walkíria Brunetti, especialista em Dores Crônicas e Saúde Postural, os problemas no manguito rotador estão relacionados a traumas, movimentos repetitivos e pelo próprio processo de envelhecimento. “A dor é bem peculiar, começa na frente do ombro e se espalha para a lateral do braço”, diz.
 
Vale ressaltar que o ombro é a maior articulação do corpo humano e esta característica aumenta sua vulnerabilidade. Ou seja, é uma estrutura mais sensível aos fatores de risco de lesões, inflamações, traumas e outros problemas.

"Hoje, o uso de celulares, computadores, idade e esportes, como beach tennis e tênis, são considerados os principais fatores de risco que podem lesionar o manguito rotador e levar a quadros dolorosos nos ombros”, explica a especialista.

Dor no manguito rotador pode ser incapacitante
A dor causada por problemas no manguito rotador pode ser bastante intensa e, em alguns casos, pode incapacitar a pessoa para suas atividades de rotina.

“Em geral, a dor costuma ser mais intensa ao realizar movimentos acima do nível dos ombros. A pessoa pode sentir uma piora quando precisa, por exemplo, pegar um objeto num lugar mais alto ou ainda quando precisa girar o braço para alcançar as costas”, aponta Walkíria.

Outra situação que pode intensificar a dor é dormir sobre o ombro. A pessoa também pode experimentar uma perda de força e dificuldades nos movimentos do dia a dia, como pentear os cabelos, amarrar sapatos, entre outros.
 
Parece mau jeito, mas não é!
Infelizmente, a dor no manguito rotador pode ser confundida com um mau jeito passageiro. Isto acaba atrasando o diagnóstico e o tratamento. Em cerca de 40% dos casos, a lesão piora e, como resultado, o tratamento pode ser mais demorado.
 
Como é feito o diagnóstico
Para diagnosticar os problemas no manguito rotador é necessário procurar um médico. “Isto porque os exames de imagens são importantes para analisar a gravidade e a extensão da lesão. Na maioria dos casos, a dor está associada à inflamação dos tendões, ou seja, é uma tendinite. Porém, o quadro também pode ocorrer devido à ruptura do manguito rotador”, aponta Walkíria.
Inicialmente, o tratamento envolve recursos medicamentosos e fisioterápicos. O primeiro objetivo da fisioterapia é reduzir a dor, para depois entrar com os exercícios de alongamento e fortalecimento da musculatura dos ombros.
 
Mudança de hábitos
Dependendo da causa da dor no manguito rotador, será preciso, juntamente com a fisioterapia, mudar alguns hábitos, entre eles:
. Não dormir sobre os braços;
. Reduzir o tempo nas telas, principalmente no celular;
. Avaliar a troca de esportes como beach tennis, tênis e natação por práticas que não exijam tanto esforço dos ombros.
 
“Uma dica para usar o celular e não forçar os ombros é sentar-se em uma cadeira ou sofá com encosto para os braços, além de colocar uma almofada ou outro objeto para deixar o celular na altura dos olhos”, finaliza Walkíria.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://brandnews.com.br/.