01/12/2023 às 16h10min - Atualizada em 01/12/2023 às 16h10min

Projeto Turismo Educativo 60+ explora o Parque Ambiental da Alcoa em Poços de Caldas

FONTE E FOTOS: Flávio José Valente - [email protected]
c 
No intuito de aprofundar seus conhecimentos acerca da história da mineração, meio ambiente e do Bioma de Poços de Caldas, os membros do Projeto Turismo Educativo 60+, em parceria com a Universidade Aberta para a Maturidade (Unabem), vivenciaram uma experiência única durante uma visita guiada ao Centro de Estudos e Pesquisas Ambientais (CEPA) da Alcoa. A calorosa recepção ficou a cargo de Juliete N. Pereira, colaboradora da empresa.
 
A trajetória na exploração de bauxita em Poços teve início em 1935, com a fundação da Companhia Geral de Minas. Em 1960, a Alcoa adquire a Companhia Geral de Minas e contrata o geólogo americano e ex-gerente de Mineração, Don Duane Williams, para prospectar esse vital minério na região de Poços. Em 1970, a fábrica é inaugurada para a produção de alumina, lingotes, tarugos e pó de alumínio. O Parque Ambiental, concebido por Don em 1993, foi inaugurado, e o CEPA ocupa uma área regenerada de 18 hectares, na zona leste da cidade, dentro da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Retiro Branco, a 7 km do centro da cidade, ao sul da Serra de São Domingos e Serra do Selado.
 
Neste cenário, o CEPA emerge como um exemplar de preservação e manejo da flora e fauna do Bioma da Mata Atlântica, característico da região. O Centro já identificou diversas espécies de anfíbios, répteis, aves e mamíferos. Destaque para seu impressionante Viveiro, capaz de produzir mais de 100 mil mudas de 70 espécies nativas anualmente. No Parque, belas estruturas suspensas em madeira se sobressaem em meio à natureza, proporcionando bem-estar e conforto para visitantes e pesquisadores. Além disso, o CEPA oferece um Mirante e diversas trilhas, tornando-se um local que todo habitante de Poços de Caldas deveria visitar, podendo até se tornar um modelo de atrativo turístico sustentável.
 
O Projeto Turismo Educativo 60+ propõe fortalecer os laços dos participantes com Poços de Caldas, não apenas explorando locais históricos, mas também oferecendo aulas de turismo, história, geografia e meio ambiente. Sob a liderança do Prof. Dr. Flávio José Valente, o projeto visa enriquecer a experiência dos participantes, promovendo um senso de pertencimento e valorização da própria cidade por meio de um "turismo cidadão".
 
A Unabem, como um programa de extensão da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) dedicado à população com mais de 60 anos, busca elevar a autoestima, estimular a sociabilidade e desenvolver as capacidades cognitivas dos participantes, sendo coordenado pela Prof. Dra. Adriana Gavião B. Oliveira.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »