Brand-News Publicidade 1200x90
05/10/2023 às 15h27min - Atualizada em 05/10/2023 às 15h27min

Onze de cada 100 pequenos negócios do Brasil estão em Minas Gerais

FONTE: Luciana Trindade - [email protected]
Dia da MPE, comemorado em 5 de outubro, reforça a importância do segmento para a economia brasileira
 
Do total de negócios formais no Brasil, mais de 90% são micro e pequenas empresas (MPE) e microempreendedores individuais (MEI). Segundo dados da Receita Federal, são cerca de 20,3 milhões de pequenos negócios no país, 2,2 milhões deles em Minas Gerais, algo em torno de 11% do contingente nacional. O Dia da Micro e Pequena Empresa, comemorado no dia 5 de outubro, marca a importância do segmento para a economia brasileira. 
 
Em Minas Gerais, de cada 10 empregos com carteira assinada, seis estão nas MPE. Elas respondem por 41% da massa salarial paga no estado e, nos últimos três anos, geraram 84% do saldo de vagas de trabalho. Minas Gerais ocupou a segunda posição na geração de empregos no país nesse período, com um saldo de 523.652 novas vagas entre 2021 e 2023. 
 
Apenas em 2023, de janeiro a julho, as MPE geraram cerca de 124, 8 mil vagas em Minas Gerais, cerca de quatro vezes mais do que as médias e grandes empresas. Os setores de destaque foram os de serviço, construção civil e agropecuária. 
 
A abertura de pequenos negócios teve uma variação negativa de -1,11% nos sete primeiros de 2023 em relação ao mesmo período do ano passado. Em sentido oposto, o fechamento de negócios do segmento aumentou 28,67%. 
 
MEI SÃO MAIORIA - Os MEI já representam mais da metade dos pequenos negócios formais em Minas Gerais. Contudo, já se percebe um aumento constante da abertura de empresas do porte EPP e também de ME no estado. “A economia brasileira vem crescendo acima das expectativas de mercado desde 2021. Isso depois de ter se recuperado mais rapidamente em relação aos impactos da pandemia, contrariando a maioria das estimativas. Minas Gerais tem contribuído expressivamente com esse resultado”, destaca o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Minas, Marcelo de Souza e Silva. 
 
Segundo ele, uma retomada mais expressiva da geração de empregos, da abertura de novos negócios de maneira sustentável e o aumento da confiança dos pequenos empresários “vai depender do crescimento do cenário econômico e de uma redução maior na taxa Selic, que influencia na capacidade de investimento e produção dos pequenos negócios”, completa. 
 
Além do atendimento individual, apoiando cada empreendedor em sua trajetória à frente do próprio negócio, o Sebrae Minas investe na disseminação da educação empreendedora e em estratégias de desenvolvimento de setores e territórios do estado. 
 
RELEVÂNCIA - Há 51 anos, o Sebrae Minas atua para criar melhores condições para a competitividade e a sustentabilidade dos pequenos negócios do estado. Até o início de setembro, a instituição atendeu mais de 212 mil pequenos negócios em todo o território mineiro.
 
“Esse resultado comprova a grande capacidade de articulação do Sebrae em prol das micro e pequenas empresas e dos empreendedores de Minas Gerais. Conquistas importantes para o segmento foram alcançadas ao longo destas cinco décadas, graças ao trabalho da instituição, que orienta suas ações em torno de um propósito relevante e necessário para o desenvolvimento econômico e social de Minas Gerais e do Brasil: ‘Impulsionar o empreendedorismo para transformar vidas’”, ressalta Marcelo de Souza e Silva. 
 
Raio-x dos pequenos negócios de Minas Gerais* 
+ 2,1 milhões de empreendimentos 
64% Microempreendedores Individuais (MEI) 
36% Micro e Pequenas Empresas (MPE) 
 
92% das empresas de Minas Gerais 
57% dos empregos 
41% da massa salarial 
 
*Fonte: Receita Federal do Brasil (agosto/2023) + Portal do Empreendedor (agostol 2023) + RAIS (2021)

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://brandnews.com.br/.