06/04/2021 às 16h04min - Atualizada em 06/04/2021 às 16h04min

Produções do edital serão disponibilizadas ao público a partir desta terça-feira

FONTE E FOTO: Secretaria Municipal de Comunicação Social da Prefeitura de Poços de Caldas - ARTE: Pâmela Frison


A partir desta terça-feira, 06 de abril, o Canal Poços Curte em Casa passa a apresentar os produtos culturais realizados por meio do Edital Especial 11/2020 - Ações Culturais Emergenciais - Cultura Popular, que tem por objetivo fomentar a produção cultural de artistas e fazedores culturais locais neste momento de grave crise ocasionada pela pandemia do novo coronavírus.
A primeira produção disponibilizada será o curta-metragem “O samba da Barão: uma história de resistência cultural”, com Júnior da Barão, Rosemary Santana, Kleber Vivas, Gabriela Acerbi Pereira e Giuliano D'Onofrio. O vídeo de aproximadamente 15 minutos conta as memórias de Júnior da Barão e sua vivência na cultura popular de Poços de Caldas, com foco no “Samba da Barão”, que teve início no ano de 1998 na porta da casa do Júnior da Barão junto com seus amigos Patrick, Kleber e Teco. O encontro entre esses sambistas começou a tomar outra proporção e passou a ocupar os bares que existiram na rua Barão do Campo Místico, com uma crescente de público que passou a acompanhar semanalmente o samba.
O vídeo estreia nesta terça-feira, às 20h, no Canal Poços Curte em Casa no YouTube (http://bit.ly/canalpocoscurteemcasa). Ao todo, 14 atrações viabilizadas por este edital serão disponibilizadas ao público no canal Poços Curte em Casa às terças, quintas e sábados, às 20h.
 
CULTURA POPULAR - Os trabalhos destacam o protagonismo dos fazedores e fazedoras de cultura popular de Poços de Caldas e são verdadeiras homenagens aos nossos Mestres de Cultura Popular - tanto os que estão conosco presencialmente, como Dona Orlanda, Dito Caveira, Seu Ditinho, Sabiá e Pedro Gomes, como aqueles vivos pelo seu legado em nossa memória, como os saudosos Pedro Caiapó, Zé Santana, Seu Amadeu, Dona Mercedes, Luiz Siqueira e Seu Joaquim, que nos deixou recentemente.
Conforme aponta a Câmara Setorial de Cultura Popular, com colaboração do Coletivo Estamos Aqui, o edital foi elaborado levando em consideração a necessidade de preservação, manutenção e estruturação de ações voltadas aos fazedores de cultura que, através de seus modos de vida, garantem a perpetuação de universos culturais, seus conhecimentos e suas técnicas. No contexto de Poços, fazemos referência a congadeiros e congadeiras, Associações e Ternos de Congo, Grupos Caiapós, Folia de Reis, Catira, Terreiros e Comunidades Religiosas de matrizes africanas, assim como erveiros, benzedeiras e outros detentores de saberes tradicionais, além de grupos periféricos associados às culturas negras e urbanas do município, como Hip-Hop e Samba.
“Encerramos as ações emergenciais para o setor cultural desenvolvidas com recursos do próprio município com o edital da Cultura Popular, cujo objetivo é ressaltar o protagonismo das fazedoras e fazedores de cultura popular no município, atuando na preservação das manifestações culturais tradicionais de Poços. Cabe destacar que este edital foi pensado e elaborado em estreita colaboração entre a Secult, o Conselho de Políticas Culturais e o Coletivo Estamos Aqui, ressalta o secretário de municipal de Cultura, Gustavo Dutra.
 
O CANAL - O Canal Poços Curte em Casa nasceu em 10 de julho de 2020, para reunir e divulgar mais de uma centena de trabalhos artísticos locais, viabilizados por meio de editais de ações culturais emergenciais com recursos do município e da Lei Aldir Blanc. A programação é atualizada diariamente nas redes sociais https://www.facebook.com/pocoscurteemcasa e Instagram @pocoscurteemcasa.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp