02/03/2023 às 15h19min - Atualizada em 02/03/2023 às 15h19min

Projeto do vereador Flavinho cria o Março Azul Marinho visando à conscientização sobre o câncer de intestino

FONTE E FOTO: Assessoria de Imprensa da Câmara de Poços de Caldas
Está em análise pelas Comissões Permanentes da Câmara o Projeto de Lei. 04/2023, que que inclui no Calendário Oficial de Eventos do Município o Março Azul Marinho, mês de conscientização sobre o câncer colorretal ou câncer de intestino e as doenças do aparelho digestivo. A proposta é de iniciativa do vereador Flávio Togni de Lima e Silva (PSDB), o Flavinho, e tem como objetivo principal propor ao Executivo ações práticas e educativas que garantam o bem-estar da população.
           
A proposição apresentada pelo legislador prevê, ainda, a iluminação na cor azul marinho do Cristo Redentor e demais prédios públicos durante todo o mês de março. Para Flavinho, é preciso levar informações aos cidadãos sobre a prevenção e sobre como isso pode salvar vidas. “Na saúde, março é conhecido pela cor azul marinho em conscientização ao câncer de intestino, o terceiro tipo mais comum no Brasil, segundo o Instituto Nacional do Câncer, o Inca. Há uma estimativa de que existam 41 mil novos casos por ano no país. Apesar disso, é um câncer com alta chance de cura, principalmente se diagnosticado no estágio inicial, e isso reforça a importância das ações de conscientização e da criação de políticas públicas nesse sentido”, disse.
           
O parlamentar lembrou que no dia 27 de março é comemorado o Dia Nacional de Combate ao Câncer de Intestino. Para ele, a intenção é que as ações sejam intensificadas durante todo este mês, em especial na Atenção Básica, além da realização de mutirões para oferta de mais consultas com coloproctologistas e exames específicos destinados ao diagnóstico. “O que queremos com essa nova legislação é que o assunto ganhe a prioridade que merece. Este é um tipo de câncer muito frequente, nos homens fica atrás somente dos episódios de próstata e nas mulheres figura imediatamente após os casos de câncer de mama. Um assunto importante, que precisa estar em pauta e receber uma atenção especial por parte da administração”, ressaltou.
           
Após conclusão dos pareceres pelas Assessorias e Comissões, o Projeto de Lei segue para votação em Plenário. O documento está disponível para consulta no Portal da Câmara.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »