18/03/2021 às 16h49min - Atualizada em 18/03/2021 às 16h49min

Vereador apresenta sugestões à Secretaria de Saúde para melhorias no tratamento da Covid-19

FONTE E FOTO: Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal
Vereador Lucas Arruda se reuniu com equipe da Secretaria de Saúde

O vereador Lucas Arruda (Rede) se reuniu, na última semana, com o secretário de Saúde Carlos Mosconi, a secretária-adjunta Rosilene Faria e o coordenador de Suprimentos Fabrício Oliveira, a fim de discutir algumas demandas em relação ao tratamento da Covid-19 em Poços. Autor de um requerimento sobre o assunto, o parlamentar aproveitou a oportunidade para propor sugestões de melhorias e esclarecer dúvidas a respeito de outras questões da saúde, como por exemplo a falta de insumos básicos em postos e unidades básicas de saúde.
Segundo Lucas Arruda, a existência de um protocolo para atendimento nos hospitais da cidade e a realização de testes rápidos foram assuntos abordados. “A Secretaria me explicou que fica a critério do médico a questão dos testes. Quando ele entende que os sintomas estão bem característicos, já pode pedir esse teste mais rápido. Existe, ainda, o agendamento depois de dez dias, porque há uma série de testes diferentes e, dependendo do dia que a pessoa foi contaminada, esse teste pode dar um falso negativo e existir uma sensação de tranquilidade nos pacientes. Então, mesmo essas pessoas que têm o teste marcado para alguns dias, ela já recebe um atestado para isolamento no momento da procura pelo médico”, ressalta.
Ainda sobre a questão dos testes, o vereador pediu à Secretaria uma oferta maior daqueles que têm uma resposta mais rápida. “Na minha avaliação, esse diagnóstico com antecedência é muito importante. Além disso, pedi um mapeamento das pessoas infectadas, inclusive que as pessoas que estão em isolamento domiciliar sejam monitoradas, porque hoje isso não tem acontecido na maioria dos casos. Essas pessoas acabam não recebendo ligação de uma equipe, por exemplo. A questão do oxímetro também foi abordada, visto que a OMS e a Sociedade Brasileira de Infectologia orientam o uso do equipamento para quem está em casa, a fim de acompanhar sua saturação”, ressalta.
O legislador pontuou a necessidade de ações relacionadas à saúde mental e à boa alimentação dos pacientes. “Comentei sobre o serviço de teleatendimento médico e de saúde mental para que as pessoas em isolamento domiciliar possam ter um contato. Essa fase afeta ainda mais a saúde das pessoas e o acesso, mesmo que remoto, pode ajudar no tratamento. A Secretaria disse que disponibilizou, há algum tempo, e não houve demanda, então pedi que fosse feito novamente, inclusive divulgando o serviço. Com relação à boa alimentação, ela é essencial e muitas famílias não têm condições de garantir isso, visto que arcam com outros gastos. Sugeri uma busca ativa da Promoção Social para levantar as famílias necessitadas e oferecer nesse período uma cesta verde, que é um programa que já existe no município, onde você disponibiliza frutas e legumes”, conta.
Ainda com relação à Covid-19, Lucas Arruda reforçou um pedido já feito por outros vereadores, para criação de um Comitê Científico que possa estudar experiências positivas de enfrentamento à pandemia em outros municípios. A ideia é que as ações sejam aprimoradas em Poços.
Por fim, ele falou da falta de insumos na Saúde. O problema foi levantado pelo vereador em um requerimento. “Recebi reclamações da falta de insumos e materiais para coletas de exames em diversos postos de saúde. Eles me explicaram que houve problema de entrega dos fornecedores e que isso já estava sendo regularizado. Sugeri um estoque maior para que isso não aconteça mais. Sabemos que os atrasos acontecem, até mesmo por conta da pandemia, mas minha preocupação é também com itens básicos, como álcool gel”, conclui.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp