16/11/2022 às 15h06min - Atualizada em 16/11/2022 às 15h06min

Governo de Minas assina concessão de rodovias do Triângulo Mineiro e Sul de Minas

FONTE: SEC.GERAL Superintendência de Imprensa - [email protected] - FOTO: Marco Evangelista / Imprensa MG
c 
Mais de mil quilômetros de rodovias do estado passarão por melhorias, com impacto direto na segurança dos usuários e redução de acidentes
 
O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra), assinou nesta quarta-feira (16/11) os contratos de concessão de rodovias dos Lotes 1 (Triângulo Mineiro) e Lote 2 (Sul de Minas). O acordo foi selado com o Consórcio Infraestrutura MG, vencedor das duas licitações, que ficará responsável por executar obras e melhorias nas vias estaduais.
A ação faz parte do Programa de Concessões Rodoviárias do Governo de Minas. A iniciativa também prevê a modelagem de outros lotes, que abrangem aproximadamente 2,5 mil quilômetros, beneficiando diretamente mais de 5 milhões de pessoas.

A expectativa do Governo de Minas é que, com o programa, sejam atraídos mais de R$ 11 bilhões em investimentos privados para a ampliação de capacidade e recuperação das rodovias, fundamentais para o desenvolvimento socioeconômico do estado. Com a melhoria da qualidade das estradas mineiras, haverá também impacto direto na redução dos acidentes e segurança dos usuários.

NOVA ERA - Em participação por vídeo, o governador Romeu Zema ressaltou que as concessões marcam o início de uma nova era para as rodovias dessas duas regiões do estado.
“Esses dois lotes vão contar com investimento de R$ 5 bilhões ao longo do contrato de 30 anos. Deste total, R$ 2,4 bilhões serão investidos nos primeiros oito anos. Serão ampliados o conforto e segurança nas vias e a inclusão de serviços para os usuários”, disse o governador.

CONCESSÕES LOTES 1 E 2 - O grupo, formado pelas empresas Equipav e Perfin, será responsável pela operação, manutenção, ampliação da capacidade e melhoria do nível de serviço dos trechos do sistema rodoviário pelo prazo de 30 anos.
“Com as duas concessões, o Governo de Minas conseguiu resolver problemas históricos de rodovias federais que foram delegadas ao estado para que pudessem ser incluídas no programa de concessões e receber, assim, todas as melhorias necessárias. É o caso da BR-365 e BR-452, no Triângulo Mineiro, e da BR-459, no Sul de Minas”, destacou o secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato, que conduziu a coletiva à imprensa.

MELHORIAS - O lote Triângulo Mineiro possui 627,4 quilômetros de rodovias. Os trechos estão localizados entre as cidades de Uberlândia, Uberaba, Patrocínio e Araxá. Já o lote Sul de Minas possui 454,3 quilômetros e abrange trechos das rodovias CMG-146, MG-173, MG-290, MG-295, MG-455, BR-459, MG-459 e LMG-877.

A previsão é a de que sejam feitos, nos 24 primeiros meses de contrato, investimentos de caráter emergencial nas rodovias, melhorando as condições de tráfego e segurança. Ao final dos seis primeiros anos de concessão, todos os trechos concedidos deverão atender aos parâmetros técnicos especificados no projeto.

“É com imenso orgulho que damos esse importante passo para gestão e operação dos dois lotes de concessões de rodovias, que contribuirão muito para o desenvolvimento socioeconômico sustentável das regiões do Triângulo Mineiro e do Sul de Minas”, afirmou o diretor do Consórcio Infraestrutura MG, José Carlos Cassaniga.

Na coletiva, foram detalhados, ainda, perspectivas de ações e projetos para a sequência da gestão. Nas próximas semanas, por exemplo, será lançado o edital do terceiro lote do Programa de Concessões Rodoviárias, com mais de 400 quilômetros de estradas no trecho Varginha-Furnas.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://brandnews.com.br/.