10/11/2022 às 15h27min - Atualizada em 10/11/2022 às 15h27min

Pinacoteca de São Paulo inaugura novo edifício

FONTE: Imprensa Pinacoteca de São Paulo - [email protected] - IMAGEM ILUSTRATIVA: Arquitetos Associados
C 
Abertura do novo edifício, a Pinacoteca Contemporânea, acontece no dia 25 de janeiro; são 14 mostras na programação de 2023 distribuídas entre os três edifícios do museu, com destaque para Marta Minujín, Chico da Silva, Cao Fei e Haegue Yang
 
A Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, divulga a programação para 2023 e comemora a inauguração do novo edifício: a Pinacoteca Contemporânea. A abertura está prevista para 25 de janeiro, aniversário da cidade de São Paulo, com duas exposições de impacto: uma coletiva com obras do acervo do museu ocupará a Grande Galeria e a coreana Haegue Yang, destaque do cenáriointernacional de arte contemporânea, a Galeria Praça.

Sonho antigo da Pinacoteca de São Paulo, o novo espaço integrará o conjunto arquitetônico do museu - até então composto por dois edifícios, a Pina Luz e a Pina Estação - ao centenário Parque da Luz e aos bairros do Bom Retiro e da Luz. A Pina Contemporânea conta com um novo centro de atividades socioeducativas e área de serviços, com restaurante, loja e espaços de convivência. Além disso, o edifício passa a sediar a Biblioteca e o Centro de Documentação da Pinacoteca. Somadas as suas áreas e capacidade de público, os três prédios tornam o museu uma das maiores instituições de arte da América Latina.
 
“Localizado ao redor de uma grande praça, aberto ao parque e à livre circulação do público, o edifício da Pinacoteca Contemporânea promove o encontro e o diálogo, de forma acessível e inclusiva, fomentando a diversidade, a educação e a sustentabilidade. O novo espaço complementa os outros dois edifícios da Pinacoteca por meio de uma arquitetura permeável e acolhedora, e reflete o espírito de integração social presente em todos os programas desenvolvidos pelo museu, favorecendo a experimentação da arte contemporânea”, explica Jochen Volz, diretor geral do museu.
 
Com uma programação integrada entre os prédios, em 2023 a Pinacoteca de São Paulo seguirá apresentando uma consistente pesquisa em torno de nomes históricos e contemporâneos da arte brasileira em diálogo com renomados artistas internacionais, dando visibilidade para uma multiplicidade de linguagens, temas e produções.
 
Para saber sobre a agenda de exposições do primeiro e segundo semestres, acesse pinacoteca.org.br

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://brandnews.com.br/.