10/08/2022 às 15h56min - Atualizada em 10/08/2022 às 15h56min

A importância da pele (o maior órgão do corpo humano) como barreira física de proteção ao nosso corpo

FONTE E FOTOS: Tatiane Toledo
Nesta quarta o Momento CIENTIFIQUE será com os Enfermeiros Daiana Rocha Silva Tavares e Gustavo Custódio da Silva, a partir das 19h07, no Instagram da CIENTIFIQUE
c 
A integridade da pele é fundamental para a proteção de nosso corpo, especialmente contra infecções, uma vez que feridas são portas de entrada para agentes infecciosos.
Lesões que afetam a constituição tecidual normal, naturalmente passam por um processo de cicatrização - que embora complexo, é comum a todas elas, independente de seu agente causador. Um processo sistêmico e dinâmico na forma de uma cascata coordenada de eventos que culmina na reconstituição do tecido. Didaticamente, o processo de cicatrização é dividido em 3 fases: a inflamatória, a de proliferação (também conhecida como granulação) e a fase de remodelamento (ou maturação).
Para algumas feridas, porém, o processo cicatricial é bastante difícil especialmente quando associado a fatores locais (pressão local ou isquemia...) e/ou sistêmicos (diabetes, alterações circulatórias...).
 
Para falar sobre Tratamentos especializados para Feridas de difícil cicatrização, o Momento CIENTIFIQUE receberá os Enfermeiros e Especialistas em Enfermagem Dermatológica com ênfase em Feridas, Daiana Rocha Silva Tavares e Gustavo Custódio da Silva. Vamos entender a importância do processo de cicatrização das feridas para a nossa saúde, por que algumas feridas são tão difíceis de se cicatrizarem e quais são os tratamentos e inovações tecnológicas nesta área.
 
Gustavo e Daiana, que também é professora universitária, montaram em Poços de Caldas uma Clínica especializada no cuidado de pessoas com feridas de difícil cicatrização: a Clínica da Cicatrização (www.instagram.com/clinicadacicatrizacao). “Por meio de um atendimento especializado, os pacientes são avaliados quanto aos diferentes fatores que podem interferir no processo de cicatrização e são então submetidos a diferentes tecnologias terapêuticas (terapia a laser, pressão negativa, coberturas inteligentes...), de acordo com as especificidades de cada caso”, disse Daiana.
 
Na imagem abaixo, podemos visualizar algumas intervenções terapêuticas realizadas na Clínica da Cicatrização por eles. Em (A) o tratamento de uma lesão de comprometimento vascular com boa evolução com laser e que segundo Gustavo, contou também com o uso de coberturas inteligentes. A ozonioterapia (B) também é uma opção terapêutica e mostra resultados muito positivos no tratamento de algumas feridas. Em (C) Gustavo está fazendo a limpeza e o curativo da ferida de um paciente, que são etapas importantes do tratamento, e em (D) Daiana e Gustavo, os responsáveis pela idealização da Clínica da Cicatrização e seus atendimentos.


 
A importância do trabalho multidisciplinar também foi ressaltada por Daiana. “Especialmente em casos mais complexos, a multidisciplinaridade é fundamental. Cada profissional fazendo o seu melhor para que o paciente tenha qualidade de vida e restabeleça seu quadro de saúde.”
 
Quer conhecer um pouco mais sobre estes profissionais e a Clínica da Cicatrização? Não perca a LIVE Momento CIENTIFIQUE desta semana. O encontro está marcado para esta quarta-feira, a partir das 19h07, no Instagram da CIENTIFIQUE (www.instagram.com/quevocecientifique).
 
CURTA I SIGA I COMENTE I COMPARTILHE. "Seja um elo na corrente da informação!”
 
O quadro Momento CIENTIFIQUE, que ocorre na forma de Lives semanais no Instagram da CIENTIFIQUE - educação e ciência comunicada, é uma iniciativa voluntária de divulgação científica conduzida pela Jornalista Científica Tatiane Toledo (Farmacêutica bioquímica, Mestre em Genética, Doutora em Biologia Celular e Molecular, Diretora da CIENTIFIQUE).
“Recebo especialistas e pesquisadores brasileiros, atuando aqui ou no exterior, para um bate-papo. Uma via de mão dupla. Levamos informação de qualidade às pessoas, e abrimos uma janela para aumentar a visibilidade destes profissionais para além dos muros das Universidades e Centros de Pesquisa, principalmente. O Universo Ciência ao alcance de todos. Afinal, todos nós fazemos parte dele”, diz Tatiane Toledo.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »