02/10/2020 às 16h31min - Atualizada em 02/10/2020 às 16h31min

ECONOMIA

João Ferrão - Economista - vsferrao@matrix.com.br

João Ferrão - Economista
E OS LEITORES PERGUNTARAM:
 
1)- A Economia, neste 2º trimestre de 2020, chegou ao “fundo do poço”?
R: Esperamos que sim. Alguns dados de quedas dos PIBs (Produtos Internos Brutos) do 2º trimestre de alguns dos grandes países, em relação ao 1º trimestre de 2020, mostram um quadro assustador: Índia, - 25%, Reino Unido -20,37%, Espanha -18,48%, México -17,3%, França-13,82%, Itália -12,36%, Canadá -12%, Alemanha e Brasil -9,7%. Para variar, a China apresentou, neste período, um PIB crescendo 11,5%. Primeira a entrar na pandemia e primeira a alçar voo!
 
2)- Como anda o desenvolvimento de Poços de Caldas?
R: A ADISMIG - Agência para o Desenvolvimento Integrado e Sustentável do Sul e Sudoeste de MG fez um análise dos dados do IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, relativos ao último quinquênio disponível, 2013/2017, e constatou que Poços de Caldas não foi bem. Entre os 146 municípios da região, ficou em 136º. Ficou entre os 10 municípios que cresceram menos no período analisado. Em moeda corrente, o PIB - Produto Interno Bruto cresceu 8,8% no quinquênio. Se descontada a inflação, o PIB de Poços decresceu -15,3%. Em 2013 era o maior PIB da Região e, em 2017, já era o terceiro. Fomos ultrapassados por Extrema (1º), que cresceu 84,4%, e Pouso Alegre (2º), que cresceu 43,7%, ambos em moeda corrente. Infelizmente, de 2018 para cá não melhorou, notadamente com os efeitos da pandemia.
 
3)- A quantidade de candidatos a prefeito de Poços de Caldas indica que a situação da prefeitura está muito boa?
R: A prefeitura de Poços tem muitos diferenciais em relação à maioria das outras 5.567 prefeituras do Brasil. Estes diferenciais dão condições de se ter uma qualidade de vida muito melhor para moradores e visitantes. Só falta escolher um(a) bom(a) gestor(a). É sua hora, eleitor!
 
CURTAS
 
*AUMENTOS DE PREÇOS I - Os aumentos dos preços vêm assustando muita gente, notadamente quando das compras dos alimentos. Um destaque destes aumentos foi o do arroz - que forma com o feijão a dupla sempre presente nos pratos dos brasileiros. O Brasil, maior produtor de arroz fora do continente Asiático, responde por uma produção anual em torno de 12,3 milhões de toneladas do cereal. A Ásia produz 90% do arroz mundial e os principais produtores, em milhões de toneladas, são: China (207), Índia (157), Indonésia (70), Bangladesh (52), Vietnam (45), Tailândia (33), Myanmar (26) e Filipinas (19(19).
 
* MOBILIDADE URBANA - Com os problemas do transporte urbano da cidade, o ideal é que passemos a discuti-lo no âmbito da Mobilidade Urbana. Se tratado isoladamente, talvez seja um dos setores mais complicados da economia brasileira.
 
* PROGRAMAS SOCIAIS - Em discussão a questão do nome do Programa Social: a Coluna volta a bater na velha tecla de que programas sociais BEM SUCEDIDOS são aqueles que, passado a fase de “dar o peixe”, deve predominar a fase de “ensinar a pescar”. “O homem não quer esmola: quer ter condições de produzir o seu próprio pão”. “A esmola humilha e vicia o cidadão”. Queremos mais EMPREGOS, para vivermos com dignidade.
 
*POTENCIALIDADES DOS PIBs - Para os que ficaram tristes com as últimas taxas de crescimentos dos PIBs de Poços de Caldas e do Brasil, além das elevadas taxas de crescimentos de nossos vizinhos, vejam as taxas de crescimentos do PIB brasileiro de 1901 a 2020, distribuídos em períodos de 40 anos: De 1901 a 1940, a taxa média do crescimento do PIB foi de 4%ao ano; de 1941 à 1980, 7% ao ano, sendo que tivemos, em 1973, crescimento de 14%; de 1981 à 2020, não mais que 2% ao ano. O crescimento do PIB decorre dos recursos naturais, dos recursos financeiros disponíveis e da gestão e qualificação da mão de obra. Poucos países contam com recursos naturais como os nossos. Temos condições de produzir muito mais, depende de nós.
 
EFICIÊNCIA NO TRABALHO:O êxito da vida não se mede pelo caminho que você conquistou, mas sim pelas dificuldades que superou no cominho.” (Abraham Lincoln)



*O Brand-News não se responsabiliza por artigos assinados por nossos colaboradores.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp