03/08/2022 às 15h31min - Atualizada em 03/08/2022 às 15h31min

Belo Horizonte se transforma na capital mundial da cachaça

FONTE: Matheus Ribeiro - atendimento3@pessoacomunicacao.com.br - FOTO: Nereu Jr.
C 
Cidade espera mais de 100 mil visitantes para a Expocachaça que vai de 4 a 7 de agosto. Expositores vêm de vinte regiões produtoras do país
 
De 4 a 7 de agosto, BH recebe a 31ª Expocachaça e a 15ª Brasilbier, que acontecem na Serraria Souza Pinto (Av. Assis Chateaubriand, 809 - Centro), com uma extensa programação. Produtores de 20 estados participam do evento, com produtos vindos do Espírito Santo, Rio de Janeiro, Amazonas, Bahia, Ceará, Pernambuco, Paraíba, São Paulo, Paraná, DF, Alagoas, entre outros, além é claro, de Minas Gerais.

A iniciativa, que movimenta mais de R$ 450 milhões de negócios durante e pós-feira; também transforma a capital mineira em polo de atração turística com visibilidade nacional e internacional. "Somos o primeiro evento do perfil realizado no país e posso dizer que o formato que construímos ao longo dos nossos 31 anos - B2B-Feira e BSC-Festival - é inédito no Brasil e, claro, no mundo. Aqui a cachaça reina absoluta", afirma o presidente e promotor da Expocachaça e da BrasilBier, José Lúcio Mendes, idealizador da Expocachaça.

Para José Lúcio, a atratividade turística do evento está ligada à integração entre conhecimento, cultura e diversidade de experiências e produtos, o que faz a Expocachaça ter, a cada ano, um número crescente de público local, de investidores e turistas. “O pioneirismo e a força da Expocachaça fez dela a conceituada feira e a vitrine mundial da cadeia produtiva da cachaça. Essa posição nos permite fomentar ainda mais negócios, promover e divulgar os produtos, serviços, equipamentos, insumos da cadeia produtiva e de valor da cachaça entre outros”, conta.
 
Para se ter uma ideia, em 2022 o evento cresceu 20% e é o maior do Brasil em participação e mix de produtos. Só de expositores são 150 vindos de todo o Brasil e a expectativa de público é de mais de 20 mil pessoas por dia.

A organização do evento também é uma prioridade para José Lúcio. "Neste ano estamos realizando o evento na Serraria Souza Pinto, uma edificação histórica de Belo Horizonte, restaurada em 1997 e que possui uma versatilidade estrutural para sediar com qualidade e segurança eventos, feiras e congressos.

Segundo o Centro Brasileiro de Referência da Cachaça (CBRC), a cachaça é o 3º destilado mais consumido no mundo, mas que ainda tem muito a ser explorado. No Brasil, hoje em dia, segundo o CBRC, são produzidos 1,3 bilhão de litros de cachaça por ano: 70% industriais e 30% artesanais, num total de 5.523 marcas. 60% delas são produzidas em Minas Gerais.
 
INGRESSOS - Os ingressos estão à venda, antecipadamente, pelo siteLink e nos dias do evento, diretamente na bilheteria da Serraria Souza Pinto. Valor: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia).
Crianças de até 12 anos não pagam e devem estar acompanhadas dos pais ou responsável. Além disso, idosos entre 60 e 64 anos pagam meia-entrada, mediante apresentação de documento. Já idosos com mais de 65 anos, e cadeirantes, têm entrada gratuita.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp