29/06/2022 às 15h31min - Atualizada em 29/06/2022 às 15h31min

NOTAS RÁPIDAS - 29/06

ANATEL ABRE CONSULTA PARA PADRONIZAR CARREGADORES DE CELULAR
 
Nesta última terça-feira (28), a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) disponibilizou uma consulta pública sobre a proposta que sugere a padronização de carregadores de celular. A consulta pública 45/2022 propõe a que todos os carregadores de smartphones vendidos nos Brasil utilizem a entrada USB-C.
Recentemente, o parlamento europeu apresentou um projeto para a padronização da interface de carregamento por cabo USB Tipo C em diferentes dispositivos. A nova consulta pública brasileira é baseada na decisão da Europa e de outros países.
Nos Estados Unidos, uma comissão de parlamentares realizou uma decisão semelhante e solicitou ao departamento de comércio a padronização dos carregadores com fio. Além de acabar com custos desnecessários dos clientes, a estratégia vai ajudar a reduzir o lixo eletrônico e oferecer uma facilidade na hora da comprar smartphones.
A Anatel avaliou a possibilidade ao estudar o tema em outras nações e propôs o projeto para desenvolver uma estratégia semelhante no cenário brasileiro. A consulta pública está aberta para participação no site oficial do Participa Anatel até o dia 26 de agosto de 2022.
 
FONTE: TecMundo
 
 
 
MINAS SUPERA MARCA DE 514 MIL POSTOS DE TRABALHO COM CARTEIRA
 
Minas Gerais já ultrapassou a marca de 514 mil postos de trabalho gerados na atual gestão, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta terça-feira (28/6) pelo Ministério do Trabalho e Previdência. Em maio, pelo 4º mês consecutivo, o estado também manteve saldo positivo na geração de empregos, com 29.970 oportunidades. No acumulado do ano, já são 108.747 vagas formais disponibilizadas aos mineiros. 
Com a consolidação dos dados do Caged, desde janeiro de 2019 até maio deste ano, Minas Gerais já garantiu a geração de 514.740 vagas com carteira assinada, resultado da admissão de 8.585.138 trabalhadores e do desligamento de outros 6.260.398 neste período. Após saldo negativo de 1.014 vagas de empregos formais registrado em 2020, consequência da crise provocada pela pandemia de covid-19, houve uma recuperação no mercado mineiro de trabalho no ano passado, com saldo positivo de 309.287 vagas. 
"O cenário otimista projetado para a economia de Minas Gerais em 2022 vem se confirmando com a sequência de resultados positivos de geração de empregos. Observa-se o contínuo crescimento das contratações e das atividades de produção e consumo, sobretudo nos setores de indústria, serviços e comércio", afirmou Amanda Siqueira Carvalho, diretora de Monitoramento e Articulação de Oportunidades de Trabalho da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese).
 
FONTE: Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese)
 
 
 
IBGE TERÁ DATA CENTER DEDICADO COM RECURSOS DE COMPUTAÇÃO NA NUVEM E INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL
 
O processamento das informações do Censo Demográfico 2022 já está garantido com um robusto data center de classe mundial, preparado pelo IBGE desde 2019. Computação na nuvem, bancos de dados de alta performance, segurança com criptografia, links de fibra óptica redundantes, ambiente duplicado para recuperação de desastre e até inteligência artificial são alguns dos recursos que compõem a infraestrutura tecnológica dedicada ao processamento do censo. Serão 200 máquinas virtuais, adquiridas nos últimos dois anos, rodando numa nuvem privada nacional.  
“O mundo atual nos impõe velocidade e o IBGE trabalha com informações que retratam o país.  O Censo precisa ser veloz e os dados coletados precisam estar disponibilizados rapidamente para a população, para os pesquisadores e para os pensadores de políticas públicas. O investimento é necessário”, ressalta Carlos Renato Cotovio, diretor de informática do IBGE.
 
FONTE: MG-IBGE MG Informa - ibgeinforma.mg@ibge.gov.br
 
 
 
O FUTURO DA EXPERIÊNCIA EM VÍDEO É O TEMA DE NOVO ESTUDO GLOBAL PRODUZIDO PELA DIVISÃO DE MÍDIA DA KANTAR
 
O estudo “The Future Viewing Experience - O Futuro da Experiência de Vídeo”, lançado hoje no Brasil e em outros mercados globais pela divisão de mídia da Kantar, aborda o comportamento da audiência e as previsões de como será o consumo e a distribuição do vídeo pela TV linear e plataformas streaming ao longo dos próximos anos. O relatório apresenta as tendências e oportunidades relacionadas à vivência dos espectadores, oferecendo novos horizontes e exemplos de inovação no formato que vão impactar todo o setor.
A pesquisa fornece dados relacionadas à distribuição de vídeo, produções independentes e de grandes estúdios, com marcas consolidadas, globalização de conteúdos, possibilidades múltiplas de modelos de negócio e estratégias de diferentes players do mercado de mídia para crescimento e fidelização do público. Desenvolvido de forma ampla para o segmento, com o objetivo de trazer as mais recentes inovações para anunciantes, agências e produtores de conteúdo, o estudo também aponta novas oportunidades na área da publicidade e na relação de valor com os clientes.
“Estamos presenciando uma revolução no mercado de vídeo e o Brasil é parte relevante desse movimento. Muitas das tendências que identificamos fornecem oportunidades de monetização e valor para a indústria. Esse cenário amplifica a necessidade de dados amplos, que ganham ainda mais relevância para todos os players”, comenta Melissa Vogel, CEO da Kantar IBOPE Media no Brasil.
Para fazer o download do estudo completo, acesse https://www.kantaribopemedia.com/the-future-viewing-experience-download/
 
FONTE: AD Comunicação & Marketing
Link
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp