28/04/2022 às 14h37min - Atualizada em 28/04/2022 às 14h37min

Turismo Gastronômico: uma maneira saborosa de viajar

FONTE E FOTO: Profissionais do Texto - Geovana Oliveira
c 
Especialista da Bancorbrás Turismo defende que rotas culinárias são convite para ir além da contemplação de lindas paisagens e pontos turísticos e estar disposto a experimentar também novas sensações
 
Deixar de experimentar a pizza da Itália, o bolinho de bacalhau de Portugal ou o chocolate suíço quando se viaja para estas regiões é considerado quase um crime. Em muitos destinos, a gastronomia é por si só uma atração e torna-se central na preparação do roteiro de viagem. O chamado Turismo Gastronômico posiciona a comida como um pilar da identidade regional e patrimônio cultural ao valorizar a relação entre a comida e a sociedade. “Preparar uma rota culinária é um convite para ir além da contemplação de lindas paisagens e pontos turísticos e estar disposto a experimentar também novas sensações, além de permitir conhecer mais sobre a cultura local, bem como vivenciar parte dos costumes adotados pelos nativos”, defende Carlos Eduardo Pereira, Diretor Executivo da Bancorbrás Turismo.
 
Dentre as regiões mais buscadas quando se pensa em viagem gastronômica está Portugal. Por ser uma nação com quase 900 anos de existência, a cultura e a cozinha portuguesa apresentam influências atlânticas, mediterrânicas, africanas, entre outras. O bacalhau, o vinho do Porto e os mais variados estilos de azeite são marcantes e reconhecidos no mundo. “Em Portugal são dezenas de bares e restaurantes típicos que não podem deixar de ser visitados por quem passa uma temporada na região e nós os indicamos para os nossos clientes na preparação do roteiro”, explica Pereira.

O Brasil não fica atrás nos destinos gastronômicos
Para quem deseja conhecer os mais variados estilos gastronômicos em um único destino, visitar a capital paulista é uma ótima opção. “Isso porque se você pensar em qualquer tipo de culinária, as chances de encontrar diversificados pratos típicos em São Paulo são altas”, argumenta Carlos Eduardo. Segundo dados do Observatório da Gastronomia, estudo desenvolvido pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho da Prefeitura de São Paulo, a cidade possui cerca de 9 mil restaurantes e similares, e mais de 50 tipos de cozinha estão contemplados. “A metrópole brasileira está recheada de possibilidades, com alternativas de hospedagem e passeios em cada canto do local que é referência em cultura, gastronomia, lazer, conhecimento e beleza arquitetônica”, pontua.

Para informações acesse o site.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp