22/04/2022 às 15h01min - Atualizada em 22/04/2022 às 15h01min

Sexualidade em games preocupa especialistas

FONTE E FOTO: Gilson Schwartz - latam@gamesforchange.org
Malu de Andrade alerta para os preconceitos de gênero nos jogos online
c 
Identidade de gênero, racismo e xenofobia são riscos para crianças
 
As preocupações com a violência em videogames ganharam urgência diante do fortalecimento de movimentos da sociedade civil atentos a identidades raciais, sexuais e de gênero. “A tendência ganhou impulso em todo o mundo e já preocupa os especialistas no Brasil, onde aumentou o consumo de games que podem impactar o desenvolvimento de crianças e adolescentes”, alerta Malu de Andrade, produtora audiovisual que já ocupou funções importantes na administração pública, como a SPCine.
 
Malu de Andrade apresentará suas ideias e avaliará as tendências internacionais na segunda sessão ao vivo do ciclo de seminários “Jogos Online, Infância e Adolescência” (JOIA 2022), organizado pela rede Games for Change América Latina. O ciclo de lives acontece até agosto, sempre com sessões de uma hora que levarão à formação de grupos de estudo, novos projetos de games (principalmente em escolas) e a uma comunidade de familiares que passaram a enfrentar os dilemas da vida digital após a pandemia.
“Vivemos numa época em que não só a mídia tradicional produz conteúdo, mas qualaquer pessoa poderá construir mundos que acabam reforçando preconceitos e discursos de ódio. O tema é delicado e exige novas formas de regulação atenta ao desenvolvimento das próximas gerações”, completa a produtora audiovisual.
 
Para Gilson Schwartz, professor livre-docente do Departamento de Cinema, Rádio e TV da Escola de Comunicações e Artes da USP e coordenador do ciclo de lives, o objetivo não é dar respostas definitivas, mas “chamar à reflexão sobre os modelos de produção audiovisual e de games, como esse mercado cada vez maior e presente na vida de crianças e adolescentes poderá integrar ao game design os desafios da diversidade e da inclusão.”
 
As inscrições estão abertas e os participantes poderão inscrever propostas para um ciclo de oficinas de criação de jogos a partir de agosto: Ciclo Jogos Online, Infância e Adolescência (JOIA 2022) com inscrições abertas.
Mais informações no blog da Games for Change América Latina

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp