28/03/2022 às 15h21min - Atualizada em 28/03/2022 às 15h21min

Poços de Caldas participa do 2º Encontro de Gestores de Cultura e Turismo de Minas Gerais

FONTE E FOTOS: Secretaria Municipal de Comunicação Social da Prefeitura de Poços de Caldas / Secretaria de Estado de Cultura e Turismo
Secretário de Cultura, Gustavo Dutra; secretário de Estado de Cultura de MG, Leônidas Oliveira; secretário de Turismo, Ricardo Fonseca; e subsecretária de Turismo de MG, Milena Pedrosa
C 
Iniciativa celebra toda a diversidade do povo mineiro; entre as ações está um edital da Cemig de R$ 10 milhões para patrocinar projetos culturais
 
Os secretários municipais de Cultura, Gustavo Dutra, e de Turismo, Ricardo Fonseca, participaram, na última semana, da segunda edição do Encontro Estadual de Gestores de Cultura e Turismo de Minas Gerais, realizado pela Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), em Belo Horizonte. 
Em 2022 o encontro celebra o Ano da Mineiridade, uma iniciativa para exaltar Minas Gerais e as características únicas pelas quais o povo mineiro é reconhecido. Ao longo de dois dias, além de debater as políticas públicas da Secult e aproximar as ações da pasta dos municípios, as atividades do Encontro, que contou com representantes de mais de 700 municípios mineiros, evidenciaram as tradições, as histórias e os costumes que sintetizam a mineiridade.
Para o secretário de Estado de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira, a realização do evento integra as diretrizes da Secult para democratização e municipalização das políticas públicas da pasta. Com esse evento, os gestores têm a oportunidade de conhecer as ações e iniciativas da secretaria, bem como ampliar o diálogo e promover uma maior transversalidade entre os segmentos.

Além do secretário municipal de Cultura, Gustavo Dutra, o conselheiro da Câmara Setorial do Teatro no Conselho Municipal de Política Cultural, Valber Rodrigues, também participou do evento em Belo Horizonte, onde esteve em contato com a presidente do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado de Minas Gerais (Sated-MG), Magdalena Rodrigues“A leitura que faço do encontro é que as demandas apresentadas pelo Estado estão em consonância com as demandas apresentadas pela classe cultural na Conferência Municipal de Cultura da nossa cidade. Sobretudo, no que diz respeito à valorização dos mestres das culturas tradicionais e seus saberes e na integração das ações da Secretaria de Cultura com as demais. Diante disso, é missão dos secretários presentes colocar em prática as pautas debatidas no estado e na nossa cidade, uma vez que temos qualidade técnica e artística para tanto, além dos mecanismos de gestão necessários. Poços de Caldas tem a chance de se consolidar no próximo encontro como referência em políticas públicas integradas”, avaliou.
 
O 2º Encontro Estadual de Gestores de Cultura e Turismo de Minas Gerais contou também com o lançamento do Ano da Mineiridade, iniciativa que tem como objetivo destacar Minas Gerais e as características únicas pelas quais o povo mineiro é reconhecido. A solenidade foi no Palácio das Artes, em Belo Horizonte, com a presença do governador Romeu Zema. A ideia é utilizar o marco como uma oportunidade de homenagear a população e suas características que ajudam a preservar o patrimônio histórico e a natureza, além de valorizar a cultura local e a gastronomia. 
Os gestores assinaram uma carta de apoio ao Plano Descentra Cultura Minas Gerais, cujo objetivo é democratizar o acesso aos bens e serviços da cadeia produtiva da cultura, com 30 projetos voltados a todo o estado. O principal ponto é o Projeto de Lei (PL 2.976/2021), que propõe mudanças estruturais na Lei 22.944/2018, que institui o Sistema Estadual de Cultura, o Sistema de Financiamento à Cultura e a Política Estadual Cultura Viva.
 
“O Descentra Cultura é de grande relevância para Poços de Caldas, em especial, porque amplia de forma significativa as possibilidades para as empresas incentivadoras de projetos culturais, além de facilitar o acesso dos agentes culturais locais a iniciativas de fomento, movimentando a cadeia produtiva da Cultura”, ressaltou o secretário de Cultura, Gustavo Dutra. 
Já o secretário municipal de Turismo e presidente da IGR (Instância de Governança Regional) Caminhos Gerais, Ricardo Fonseca, ministrou palestra durante o encontro, com o tema “Poços de Caldas: destino termal internacional”, quando pôde abordar o grande potencial turístico do município, tomando como base sua vocação primeira - as águas termais. “Foi um encontro recheado de muita mineiridade e fortalecimento do Turismo e da Cultura do Estado de Minas Gerais. Gostaria de parabenizar o secretário Leônidas Oliveira e a subsecretária de Turismo, Milena Pedrosa, pela iniciativa. O encontro serviu, ainda, para o alinhamento de estratégias e para o fortalecimento do Reviva Turismo, que deve sair em junho”, destacou.
 
EDITAL PARA FOMENTAR A CULTURA MINEIRA - Entre as ações que vão celebrar o Ano da Mineiridade em 2022 está o lançamento do Edital Cemig 70 Anos. A publicação, anunciada em parceria com a Secult, vai destinar R$ 10 milhões em recursos a projetos aprovados na Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais (Leic). As inscrições são gratuitas até às 18h do dia 30 de junho, e os interessados devem submeter os projetos por meio da Plataforma Digital Fomento e Incentivo à Cultura.
Podem ser inscritas iniciativas que envolvam teatro, dança, música, literatura, artes plásticas, artesanato, fotografia e preservação do patrimônio imaterial, entre outras atividades. As propostas escolhidas deverão ser executadas nos 774 municípios mineiros da área de concessão da Cemig. Os projetos escolhidos serão realizados no conjunto de atividades dos 70 anos da Companhia.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp