17/03/2022 às 14h48min - Atualizada em 17/03/2022 às 14h48min

Mercado prevê crescimento de 40% no setor glúten free até 2024

FONTE E FOTOS: Ana Carvalho
C
Chef de cozinha Ieda Lara confirma crescimento da procura por alimentação sem glúten
 
A dieta sem presença do glúten, também chamada de glúten free, tem sido a escolha não apenas do público celíaco, cujo organismo não digere o glúten, mas também de quem busca por uma alimentação natural e mais saudável.
A observação é da chef de cozinha Ieda Lara, que desde 2010 percebeu essa necessidade e desde então vem se especializando em desenvolver cardápios glúten free. “Atuando como chef consultora em todo território nacional, principalmente na rede hoteleira, notei o aumento de pessoas com intolerância ao glúten e celíacas", aponta.
 
Indo ao encontro desse crescente mercado, segundo pesquisa realizada pela consultoria internacional Euromonitor, o setor deve apresentar expansão de 40% até 2024. Atualmente o Brasil é o 4º colocado em consumo de alimentos saudáveis no ranking global e movimenta US$ 35 bilhões por ano, de acordo com o mesmo estudo.
 
Ieda Lara é chef de cozinha desde 2005 e reúne experiência liderando cozinhas famosas em todo território nacional, como a do consagrado Restaurante Alfredo di Roma (franquia italiana), e a de hotéis, como Vila Germânica. Ao longo dos 17 anos de atuação, Ieda se especializou em alimentação vegana e glúten free cuisine, criando pratos autorais que levam sua assinatura.
Entre os mais solicitados, estão aqueles com ingredientes nutritivos veganos e com total reaproveitamento dos alimentos, como cascas e sementes, a exemplo do quibe de casca de banana e quinoa. Com esse perfil e a defesa dessa causa, foi selecionada para o programa Masterchef Profissionais em 2018.
 
VISITA DE IMERSÃO AOS EUA - Para aperfeiçoar sua técnica, Ieda fez visitas de imersão a restaurantes e cafés na Califórnia (Estados Unidos), um dos locais americanos que mais valorizam o conceito de health food, glúten free e veganismo.
“Fui buscar mais conhecimento sobre esse assunto e, mesmo os californianos tendo muito interesse por essa dieta, encontrei poucos locais que oferecessem esse serviço com a segurança alimentar de que necessita esse tipo de cozinha”, informa. 
 
CUIDADOS ESPECIAIS PARA EVITAR CONTAMINAÇÃO CRUZADA - A chef de cozinha explica que, para ser considerado totalmente sem glúten e seguro para os celíacos, nenhum outro tipo de alimento pode ser feito ou manipulado na mesma cozinha devido a um fenômeno chamado contaminação cruzada. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 1% da população é celíaca e não faz a digestão dessa proteína.
“Existe uma diferença muito grande entre as pessoas que aderiram a uma alimentação sem glúten daquelas que portam a doença celíaca, que demandam cuidados especiais. Em vários Estados já existem associações de celíacos que orientam sobre a importância dos cuidados. A ACELPAR (Associação Paranaense de Celíacos) foi a primeira delas e uma das mais importantes entidades que certificam os restaurantes 100% glúten free”, aponta.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp