15/02/2022 às 15h43min - Atualizada em 15/02/2022 às 15h43min

San Martín de Los Andes é uma das estrelas do turismo na Argentina

FONTE: Ernesto Bernardes - ernesto@promo.tur.br - FOTO: Divulgação El Refugio de Montaña
C 
Esqui no inverno, caiaques no verão. Do lago ao vulcão, atrações para todas as estações
 
Uma cidadezinha às margens de um lago de origem glacial, em meio a uma cordilheira, com aquela arquitetura familiar das regiões montanhosas e aqueles telhados que, no inverno, ficam cobertos de neve. Nenhum trânsito e nenhum prédio alto para atrapalhar a vista. Uma paisagem que varia de acordo com as estações - a neve do inverno cede espaço para campos exuberantes durante o verão. Pela descrição parece uma vila suíça, mas é a encantadora San Martin de Los Andes, na Argentina, uma cidade que tem atraído cada vez mais a atenção dos turistas.

Motivos não faltam. É a porta de entrada para os bosques do Parque Nacional Lanín, famoso por sua rica vida selvagem, que emoldura o Vulcão Lanín, com seu pico permanentemente nevado. Na cidade fica o famoso Cerro Chapelco, com uma das melhores estações de esqui do país, premiada cinco vezes com o World Ski Awards. Na temporada de verão tem montanhas verdes com paisagem deslumbrante. Na temporada de inverno, que vai de julho até o final de setembro, tem muita neve, com pistas para todos os níveis de praticantes - até mesmo crianças ou pessoas sem experiência nenhuma.

A cidade também é conhecida como um dos principais pontos da Rota dos Sete Lagos, um roteiro de paisagens cinematográficas que vai dali até Bariloche, passando pelos lagos que dão nome ao trajeto, e ainda outros tantos - somando um total de 11 lagos, para quem quiser visitar todos ao longo do caminho. O Lago Lácar, em cujas margens a cidade foi construída, é uma atração à parte. Há passeios de caiaques e opções de mergulho nas águas límpidas, durante os quais se pode observar naufrágios e a fauna aquática da região. Quem gosta de esportes de aventura pode praticar rafting no rio Caleufú. E, para os montanhistas, a grande atração é o Vulcão Lanín, que demarca a fronteira com o Chile. Com 3.747 metros de altitude e seu pico coberto de neve é um dos cartões postais mais famosos da província de Neuquén.

O clima de montanha faz com que haja uma grande variação de temperatura, de um sol escaldante no horário do almoço até um frio que convida à lareira durante a noite. San Martin conta com aeroporto próprio e recebe voos diretos de Buenos Aires. Tem hotéis de alto padrão, mas também hostels e campings para todos os bolsos e estilos. E diversas opções gastronômicas, de restaurantes de alto nível e bistrôs até comidas típicas que os nativos da região, descendentes dos Mapuche, vendem nas praias dos lagos.

COMO CHEGAR: San Martin de Los Andes tem voos diretos a partir de Buenos Aires, com duração de pouco mais de 2 horas. Também é possível pousar em Bariloche e ir até lá de carro (são 190 km de distância), apreciando a vista da belíssima Rota dos 7 Lagos.

ONDE FICAR: Em San Martín há resorts de esqui como El Refugio de Montaña; pousadas como La Posta del Cazador e Antares Patagonia Suites; hotéis como o Loi Suites e o Antiguos, apart hotéis como o Amonite e opções econômicas como o Rukalhue Hostel.
 
ONDE COMER: Em San Martin há muitas opções de restaurantes no centrinho da cidade, entre as quais Morphen, Torino, Ulises e La Casona, além de casas de empanadas como a Nonino e tortas como a Corazon Contento.
 
Para mais informações, confira o site Argentina Turismo.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp