14/02/2022 às 15h53min - Atualizada em 14/02/2022 às 15h53min

Palácio dos Bandeirantes exibe projeções de artistas e obras modernistas em homenagem à Semana de Arte Moderna

FONTE E FOTO: Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo 
Projeção mapeada da Semana de Arte Moderna no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista
c 
O espetáculo, que começou domingo (13), acontece entre os dias 13 e 17 de fevereiro; assista pela plataforma #CulturaEmCasa
 
Em celebração aos 100 anos da Semana de Arte Moderna, o Palácio dos Bandeirantes, sede do Governo de São Paulo, é palco do espetáculo “100 anos de Modernismo - São Paulo celebra a Semana de 1922”, uma homenagem ao movimento cultural que entrou para a história da arte do Brasil e do mundo. Entre os dias 13 e 17 de fevereiro, das 19h às 22h, um vídeo mapping vai envolver o Palácio com imagens de personalidades e obras fundamentais da Semana de 22.
 
O evento é transmitido gratuitamente pela plataforma e aplicativo #CulturaEmCasa, gerida pela Organização Social Amigos da Arte, também idealizadora da projeção mapeada.
 
Ao todo, 12 projetores laser com 20.000 lumens apresentam ao público artistas cuja influência foi fundamental na Semana de Arte Moderna de 1922, como Oswald de Andrade, Menotti Del Picchia, Mário de Andrade, Anita Malfatti, Di Cavalcanti, Victor Brecheret, Tarsila do Amaral e Candido Portinari.
 
O espetáculo é inspirado em cinco temas: ‘Construção; Manifesto da Semana de Arte Moderna’,’ A Semana de Arte Moderna e os artistas que representam este movimento e seu legado’, ‘A cidade de São Paulo através dos olhos de Anita Malfatti e Di Cavalcanti’ e uma homenagem à obra “Operários”, de Tarsila do Amaral. Já o quinto e último ato apresenta um passeio virtual pelas obras de Tarsila estampadas no Palácio do Governo. A projeção também pode ser vista no site e na plataforma do #CulturaEmCasa, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, disponível nas lojas de aplicativos.
 
Para Danielle Nigromonte, diretora-geral da Amigos da Arte, a instalação ressalta a importância daquele momento histórico: “O legado da Semana de Arte Moderna de 1922 precisa ser celebrado e difundido para todos os públicos como uma forma de preservar e guardar um dos momentos mais importantes da história da arte que teve o Brasil como protagonista”.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp