09/02/2022 às 15h45min - Atualizada em 09/02/2022 às 15h45min

Maior parque de flores das Américas e da Europa está na Serra Gaúcha

FONTE: Lúcia Pires | Jornalista - FOTOS: Marcelo Messias
Boulevard, uma obra circular de 1,8 mil m², recebe os visitantes com lojas e restaurante
c
O Mátria Parque de Flores contabiliza 9 milhões de mudas de mais de 300 espécies plantadas em 50 hectares, nos Campos de Cima da Serra do Rio Grande do Sul. O novo ponto turístico está a 35 minutos de Gramado e oferece 30 jardins abertos o ano inteiro
 
O perfume das rosas, com grau de fragrância nota máxima, e a beleza das pétalas, cujas gemas (22 mil) foram importadas da Alemanha, são só o começo da experiência de quem visita o Mátria Parque de Flores, no Rio Grande do Sul. Com um investimento de R$ 25 milhões, o parque inovou o turismo no Sul, com preservação ambiental e 30 jardins, instalados em uma área de 50 hectares, em São Francisco de Paula, a 35 minutos de Gramado e 100km de Porto Alegre. Aberto em novembro de 2021, o Mátria já é o maior parque de flores das Américas e da Europa, com um acervo de 9 milhões de flores e 300 espécies.
 
Os jardins do Mátria estão ligados por 8km de caminhos e foram projetados como obras de arte em grande escala. O paisagismo destaca cores, texturas, movimento das coxilhas (ondulações do terreno) e a diversidade da região. Na coleção há destaque para o roseiral, com rosas desenvolvidas, registradas e exclusivas da empresa alemã Rosen Tantau, que exige o pagamento de royalties das gemas para a importação. Entre elas, a EISVOGEL, premiada nos Estados Unidos com nota máxima em fragrância, e o Túnel de Glicínias, de 102 m de extensão, um dos maiores do mundo, cuja floração na serra ocorre em final de agosto. Entre as flores estão ainda jardins com Gardênias, Jasmins, Camélias, Hemerocallis, Margaridas, Flores do Campo, Verbenas, Buddleias, Magnólias, Girassóis e Lavandas.
 
O ponto central do parque é o lago Azul, com 30 mil m². O espaço é cercado por uma mata de araucária, típica do Bioma Mata Atlântica, à qual o público também tem acesso. Na área de preservação, as araucárias dividem a atenção do público com as melíponas, abelhas sem ferrão, responsáveis por 95% da polinização da mata e das flores. No Meliponário, dezenas de caixas abrigam abelhas nativas do RS: Guaráipo, Manduri, Mirim-guaçu e Jataí. A produção do mel já pode ser acompanhada por meio das colmeias didáticas transparentes.
 
ACESSIBILIDADE, DIVERSÃO E DESIGN - Praticamente todos os caminhos do parque oferecem acessibilidade, respeitando o grau de inclinação em 7%. São 8 km que podem ser percorridos no tempo do visitante, a pé ou com uso do transporte interno (carrinhos de Golf elétricos) para até cinco pessoas, com motorista. O passeio também poderá ser feito com bikes, scooters, triciclos, minicarros e tuc-tucs, todos veículos com energia limpa, renovável, sem poluição sonora e ambiental. Os veículos não estão inclusos no ingresso e as reservas são feitas somente no parque.
 
Um dos 30 jardins faz um convite à brincadeira. No Jardim de Brincar, a escultura Deslocamento, feita com uma movimentação de terra e grama, os gira-giras e o balanço Tempo são usados por crianças e adultos. As peças foram criadas pela arquiteta e paisagista que também assina todos os jardins, Juliana Castro, da JA8 Arquitetura e Paisagem, de Santa Catarina, e produzidas com exclusividade pela Metalco, empresa italiana que trouxe o design de espreguiçadeiras, bancos e todo mobiliário do parque.
 
O Monumento à Borboleta é também destaque de arte e design que proporciona momentos de reflexão e autoconhecimento junto à natureza. No espaço, o mais alto do parque, a borboleta está desenhada no chão e foi preenchida com flores brancas.
 
“O trabalho foi sempre o de dialogar com a paisagem natural. Para nós, fazer paisagismo é cuidar da vida, tratar de levar a natureza para perto da vida das pessoas. Apreciar e respeitar o tempo de maturação, crescimento e ciclos naturais. É olhar para um jardim como um ecossistema orgânico, potente, que envolve muitas formas de vida. Encanto puro”, diz Juliana Castro.
 
EXPERIÊNCIA COM A NATUREZA EM DIAS DE SOL, CHUVA, NEBLINA OU NEVE -  O Mátria funciona todos os dias do ano, das 10h às 18h. E tudo foi pensado para valorizar a natureza em todos os seus momentos e estações do ano. Quando chove, as flores estão hidratadas, as cores mais vivas e os perfumes se misturam com a terra molhada. Para a experiência em dias de chuva, o parque fornece capas, botas plásticas e guarda-chuvas aos visitantes.
 
Os jardins estão a 900 metros de altitude e o microclima proporciona momentos únicos, como a neblina e até a neve. No Mátria, a ideia é que o público possa resgatar a plenitude do contato com a natureza.
 

O projeto arquitetônico é de Nicholas Alencar, da Alencar Arquitetura, de Santa Catarina, e exigiu que a leitura fosse sensível e cuidadosa ao extremo com a paisagem. O Boulevard, prédio de 1,8 mil m2, é um semicírculo envidraçado, com a forma que abraça os jardins de um lado e, por outro, cria visão total para a área externa. O Restobar, o restaurante do lago, cujo projeto foi indicado ao The Golden Trezzini Awards 2021, é coberto por vegetação, se camufla e se abre para o lago e o pôr do sol. Tem estrutura côncavo-convexa, como uma peça de concreto enterrada na coxilha, sustentada por pilares circulares em concreto bruto aparente e que, assim como a natureza, está despido de acessórios.
 
“Os projetos arquitetônicos são de tamanha complexidade que fazem o complexo parecer simples”, diz Alencar.
 
Gastronomia Mátria - O Mátria Restobar abriga pizzaria com a clássica napoletana, massa de fermentação natural 24h, restaurante, com pratos do chef, e uma adega subterrânea com 400 rótulos de 25 países.
Alfresco, o picnic do parque, é servido nas versões Tenda, montado no Jardim dos Ipês, e na versão Cesta, em que o visitante escolhe o local ideal. Há ainda a Casa Verde, Arbóreo, de alimentação natural, com opções sem glúten, conservantes ou corantes.
Também é possível optar por uma Parrilla Uruguaia e buffet no prédio de entrada.
 
COMPRAS NO PARQUE - No Boulevard estão a Mátria Home, uma loja de plantas, produtos com a grife Mátria, artigos de jardinagem, decoração e presentes, e a Boutique Mátria, com roupas e acessórios femininos.
 
 
SERVIÇO
Mátria Parque de Flores (ERS-235, Km 68, São Francisco de Paula - Rio Grande do Sul)
Funcionamento: diariamente, das 10h às 18h
Ingressos: www.matriaparque.com.br
Inteira: R$ 119,00
Crianças até 11 anos: isentas
Meia-entrada: de 12 a 16 anos, Estudantes, Sênior (60 anos ou mais), PNEs e acompanhante, moradores de São Francisco de Paula, Canela, Gramado e Nova Petrópolis
Passaporte semestral: R$ 357 (sem limite de ingresso)
Passaporte anual (em lançamento): R$ 490,00 (para compras válidas até 28/02). Após, 614,00.
Transporte (carrinhos, bikes, scooters, triciclos, minicarros e tuc-tucs elétricos): reservas somente no local
Pagamento: aceita cartões VISA, MasterCard, Hipercard, Diners Club, AMEX e ELO
 
Confira as redes sociais facebook e Instagram
@matriaparquedeflores 



 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp