02/02/2022 às 15h18min - Atualizada em 02/02/2022 às 15h18min

NOTAS RÁPIDAS - 02/02

GMAIL GANHARÁ NOVO VISUAL EM BREVE
 
Na segunda-feira (31), a Google anunciou uma nova Interface de Usuário para o Gmail que, a princípio, lembra bastante o Microsoft Outlook. Segundo a empresa, a mudança chega para facilitar o uso integrado entre GmailGoogle MeetGoogle Chat e Google Spaces.
Os aplicativos foram agrupados em uma coluna na esquerda. No mesmo painel, as opções de tags para e-mails recebidos determinam diferentes cores para e-mails de clientes, mensagens pessoais e projetos diversos. Isso permite que o usuário não precise abrir novas abas para iniciar uma reunião ou acessar o chat.
De acordo com a companhia, a partir de 8 de fevereiro os usuários poderão optar por trocar ou não para o novo visual do Gmail. Inicialmente, será apenas um teste e será possível alterar a qualquer momento para o visual antigo por meio das configurações.
Já a partir de abril deste ano, os usuários que não optaram por testar a nova UI vão passar a visualizá-la por definição, ainda sendo possível reverter para a aparência clássica acessando as configurações do Gmail. No fim do segundo trimestre de 2022, o novo visual do Gmail se tornará o padrão, não sendo mais possível alterar para o design clássico.
 
FONTE: TEC Mundo - Divulgação/Google 
 
 
 
FESTIVAL DE VERÃO DA UFMG
 
Na próxima semana, de 9 a 12 de fevereiro, começa o 16º Festival de Verão da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com uma programação inteiramente gratuita e online, que poderá ser vista por todo o Brasil por meio do canal Cultura UFMG, no YouTube.
Com o tema Culturas em movimento: olhares da UFMG sobre a Semana de Arte Moderna, a edição de 2022 comemora o centenário da Semana de Arte Moderna com reflexões sobre as contribuições, contradições e desdobramentos que o movimento proporcionou ao país.
 
FONTE: Sindijori-MG / Correio de Araxá
 
 
 
INDÚSTRIA AVANÇA 2,9% EM DEZEMBRO FRENTE A NOVEMBRO E FECHA 2021 COM ALTA DE 3,9%
 
A produção industrial cresceu 2,9% na passagem de novembro para dezembro. No mês anterior, a indústria havia registrado variação nula (0,0%), o que interrompeu cinco meses consecutivos de queda. Com o resultado de dezembro, o setor se encontra 0,9% abaixo do patamar de fevereiro de 2020, no cenário pré-pandemia, e 17,7% abaixo do nível recorde, registrado em maio de 2011. No ano, houve ganho acumulado de 3,9%. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal (PIM), divulgada hoje (2) pelo IBGE.
O gerente da pesquisa, André Macedo, destaca que o resultado do fechamento do ano reflete a perda de ritmo da indústria no decorrer de 2021. “É o primeiro resultado positivo depois de dois anos. Em 2019, o acumulado do ano foi de -1,1% e em 2020, de -4,5%. Em 2021, houve uma característica decrescente ao longo do ano, uma vez que houve ganho acumulado de 13,0% no primeiro semestre e, posteriormente, o setor industrial mostrou redução de fôlego”, explica.
Já o segundo semestre do ano, cujo resultado acumulado foi de -3,4%, tinha uma base de comparação mais elevada. “Além disso, há os reflexos da pandemia no processo produtivo, como o encarecimento dos custos de produção e falta de matérias-primas, e também, pelo lado da demanda doméstica, inflação em patamares mais elevados e o mercado de trabalho que, embora tenha mostrado algum grau de recuperação, ainda é muito caracterizado pela precarização das condições de emprego, com pagamento de salários menores”, diz o pesquisador.
No acumulado do ano, a indústria teve resultados positivos em três das quatro grandes categorias econômicas e em 18 das 26 atividades investigadas pela pesquisa, com destaque para veículos automotores, reboques e carrocerias (20,3%), máquinas e equipamentos (24,1%) e metalurgia (15,4%).
 
FONTE: IBGE - Unidade Estadual em Minas Gerais
Link
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp