20/12/2021 às 15h27min - Atualizada em 20/12/2021 às 15h27min

ONGs emitem nota sobre caso da fábrica da Heineken em Minas Gerais

FONTE: ASSESSORIA DE IMPRENSA E COMUNICAÇÃO - CHANGE.ORG BRASIL
,
A cervejaria anunciou desistência de construção de fábrica em sítio arqueológico; ONGs, que reúnem 37 mil assinaturas em petição, pedem responsabilidade com doação dos R$ 300 mil
 
Nesta segunda-feira (13), a cervejaria Heineken Brasil desistiu de construir sua fábrica na APA Carste Lagoa Santa, em localidade próxima ao sítio arqueológico de Luzia e anunciou, sem mais detalhes, uma doação de 300 mil reais para a preservação do sítio arqueológico em Pedro Leopoldo. Exigimos transparência: pedimos que a empresa torne público o destinatário final desta verba e como ela será aplicada na região afetada.
 
A cervejaria precisa demonstrar que entendeu a indiscutível relevância da área e que esse recuo não significa apenas uma estratégia de marketing. Por isso, demandamos que a quantia em dinheiro seja repensada – uma vez que R$ 300 mil não é suficiente – e direcionada à completa recuperação das áreas, além da sua incorporação ao Monumento Natural Estadual Lapa Vermelha e que o custeio e gestão sejam integralmente realizados pela empresa, garantindo, assim, a reparação total das áreas afetadas e que estes ecossistemas nunca mais estejam na mira dos projetos de destruição.
 
A cervejaria deve se responsabilizar pelas interferências que foram feitas no sítio até o presente momento. A doação por si só não a isenta de suas responsabilidades em reparar os eventuais danos causados até agora. Esta medida é importante para que situação parecida não volte a se repetir em outras localidades sensíveis, visto que a Heineken já anunciou a busca por outra cidade em Minas Gerais.
 
A intervenção do ICMBio foi fundamental para a paralisação temporária. Para nós, o desfecho desta história só será aceitável quando prevalecer a defesa do patrimônio ambiental/histórico e não o imperativo de crescimento produtivo atendendo ao interesse de acúmulo do Capital.
 
Mais de 35 mil pessoas, que assinaram uma petição disponível no link Change.org/ProtejaAPACarste, hospedada na plataforma Change.org, querem a proteção ambiental do sítio arqueológico e estão conosco nesta luta.
A luta continua!
 
Assinam esta nota as seguintes organizações: Cedefes, Subverta, Fridays for Future e Grupo de Voluntários Greenpeace Belo Horizonte.
 
Confira o abaixo-assinado: http://change.org/ProtejaAPACarste

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp