14/12/2021 às 16h41min - Atualizada em 14/12/2021 às 16h41min

Exposição Habitar-se recebe visitantes de instituição social de Poços

FONTE E FOTO: Isabela Viana
,
Exposição acontece até 20 de dezembro na galeria Arte Ziriguidum
 
A Gota de Leite Sinhá Junqueira Lemos, através de sua segunda unidade, o Galpão das Artes, levou público atendido para prestigiar a exposição que ocorre até o dia 20 de dezembro na galeria Arte Ziriguidum. A OSC (Organização da Sociedade Civil), coordenada atualmente por Pedro H. de Carvalho Godoy, atua promovendo arte, cultura, lazer, tecnologia, educação e esporte para crianças e adolescentes da comunidade. A organização também oferece política pública da Assistência Social através do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, onde além das oficinas para as crianças e adolescentes também trabalha com seus responsáveis adultos, através de grupos geridos pelo psicólogo Willian G. da Silva Pereira e a assistente social Isabela M. S. Viana, realizando assim um trabalho em conjunto que visa o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, diminuindo e/ou prevenindo o contexto de vulnerabilidade desses indivíduos.
 
A assistente social da Instituição também é uma das idealizadoras da exposição e acredita na arte como potencializadora de seu papel social, que deve ser acessível e feita para todos e todas. Ela faz questão de ressaltar que é satisfatório perceber que suas duas profissões (artista e assistente social) podem se somar e promover inclusão e contribuir com a cultura, inclusive por serem setores de extrema relevância para a sociedade e, ao mesmo tempo, muitas vezes não estimulados por nosso setor público.
 
Os serviços oferecidos no Galpão das Artes são norteados pela cartilha do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos seguindo alguns eixos, entre eles o Eixo de Participação, que tem como foco estimular, mediante a oferta de atividades planejadas, a participação dos usuários nas diversas esferas da vida pública. Possui também o Eixo de Convivência Social, que deve estimular o convívio social e familiar, aspectos relacionados ao sentimento de pertencimento, à formação da identidade, à construção de processos de sociabilidade, aos laços sociais e  às  relações  de  cidadania. Assim, levar o grupo de adultos para apreciar uma exposição de arte, é uma das formas de aplicação desses eixos.
Além disso, as idealizadoras da exposição, Dani Vilas Bôas e Isabela Viana, pretendem com o trabalho também demonstrar que espaços como estes devem ser ocupados por todos e todas.
 
Muitas pessoas do público atendido tiveram, a partir desta visita, sua primeira experiência em uma galeria de artes. Segundo a instituição, isso demonstra a importância de não só oferecer políticas públicas capazes de promover a arte e cultura local, contribuindo para a oferta de eventos gratuitos como este, mas também de iniciativas que levem a estes indivíduos, o sentimento de pertencimento e apropriação dos aparelhos culturais. Aos artistas, dá-se a possibilidade de serem vistos por todo tipo de público e com isso, diversificar e aperfeiçoar o trabalho.
 
Concebida primeiramente para o formato virtual, a exposição “Habitar-se - uma poética sobre corpos e espaços” adotou o conceito transmidiático e teve como ponto de partida os poemas de Dani Vilas Bôas e Isabela Viana, que tratam de temáticas sobre o cotidiano, descoberta de si mesmas, além dos próprios desafios enquanto mulheres.
Neste contexto, aspectos como empoderamento, corporalidade, feminismo, autoconhecimento, solidão e identidade permearam os trabalhos. As fotografias de Sandra Ribeiro, juntamente com a direção de voz e corporal de Évila dos Anjos, criaram narrativas poéticas e visuais que se apresentam como uma ferramenta para que outras mulheres possam explorar novas formas de se posicionarem na sociedade, assim como expressarem seus sonhos, sentimentos, desenhos e fantasias, fragilidade e força, fazendo do corpo feminino um instrumento para a ocupação do cenário cultural, artístico e social, e como um ato político, pois faz um contraponto à objetificação do corpo da mulher.
 
Aprovada no edital Economia Criativa da Secretaria de Cultura de Poços de Caldas, a exposição estará aberta ao público até 20 de dezembro, com entrada franca.
 
Link do vídeo da exposição virtual: https://www.youtube.com/watch?v=iRC0518yB4M
 
Contato Gota de Leite Sinhá Junqueira Lemos- Unidade II: Galpão das Artes: galpaodasartespocos@gmail.com / Tel: (35) 3414-6866
 


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp