09/12/2021 às 13h37min - Atualizada em 09/12/2021 às 13h37min

Manual para atendimento às vítimas de violência sexual no município de Poços de Caldas é revisto e atualizado

FONTE E FOTOS: Secretaria Municipal de Comunicação Social da Prefeitura de Poços de Caldas
Representantes dos órgãos que compõem a rede de assistência nos casos de violência sexual na cidade
,
Material visa sistematizar as condutas dos profissionais para identificação e encaminhamento nos casos de violência sexual
 
Em reunião realizada na manhã desta quarta-feira (8), foi apresentado o “Manual para atendimento às vítimas de violência sexual no município de Poços de Caldas” - revisto e atualizado – para representantes dos órgãos que compõem a rede de assistência nos casos de violência sexual na cidade, entre eles o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), setores da Secretaria Municipal de Saúde, Santa Casa, hospitais particulares, conselhos tutelares e Conselho da Mulher.
No encontro, que aconteceu no SENAC, também foi composta uma comissão de avaliação e monitoramento para acompanhamento do trabalho. O manual tem como objetivo orientar e sistematizar as condutas dos profissionais para identificação da violência sexual, notificação, encaminhamento, acompanhamento e realização da profilaxia no caso de violência sexual.
O hospital referência para o atendimento a mulheres, crianças e adolescentes vítimas de violência sexual em Poços de Caldas é a Santa Casa, sendo a porta de entrada para o atendimento tanto da rede pública como da rede privada. Cabe destacar que, mesmo que a vítima tenha algum tipo de convênio médico, ela será encaminhada para a Santa Casa, que está preparada para prestar o atendimento técnico adequado nesses casos.
“O manual foi elaborado em 2012, mas identificamos que algumas vítimas não tinham passado pela Santa Casa, que é a porta de entrada para os casos de abuso e violência sexual. Isso nos motivou a chamar os parceiros para debater e rever alguns pontos do fluxo de atendimento”, destaca a gerente do CREAS, Cíntia Bernardes.
O material será encaminhado também para apreciação dos Conselhos Municipais de Saúde, da Mulher e da Criança e do Adolescente e, posteriormente, será normatizado por instrumental legal, de forma a se tornar um instrumento técnico permanente.
Os autores que compõem a rede de assistência são Hospital da Santa Casa, Serviço de Assistência Especializada/Centro de Testagem e Aconselhamento (SAE/CTA) da Secretaria Municipal de Saúde, Atenção Básica em Saúde, Unidade de Pronto Atendimento (UPA), hospitais particulares, Polícia Militar, Polícia Civil, conselhos tutelares e o CREAS.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp