01/12/2021 às 16h57min - Atualizada em 01/12/2021 às 16h57min

Programa conecta estudantes de baixa renda que desejam ingressar na faculdade com doadores interessados em transformar o futuro desses jovens

FONTE: Rosangela Fernandes - Faculdade Pitágoras - FOTO: Reprodução Google
,
“Apadrinhe um Aluno” é uma iniciativa da Kroton, detentora da Pitágoras, que visa democratizar o acesso à educação superior
  
Em comemoração ao Dia de Doar, celebrado ontem, dia 30 de novembro, a Kroton, detentora da Pitágoras, apresentou o seu projeto social “Apadrinhe um Aluno”. O objetivo é realizar o apadrinhamento de jovens que sonham em estudar e ter uma profissão, mas que não possuem condições para financiar uma graduação em uma instituição privada.
Para tornar o acesso à educação uma realidade, o programa conecta pessoas interessadas em contribuir com a transformação do país por meio educação e amplia as oportunidades de jovens de baixa renda a ingressarem no ensino superior por meio da Ampli - edtech da Kroton, que oferece cursos 100% digitais no conceito mobile first. Com apenas R$ 5 reais por dia, o doador pode financiar um período pré-definido de estudos (18 meses, 2 anos ou 3 anos) ou também estipular um valor fixo de doação, por meio de pix, cartão de crédito ou boleto bancário. Além disso, é possível também indicar uma pessoa para receber a graduação.
 
Atualmente, 32 milhões de brasileiros estão fora do ensino superior, sendo que apenas 21,4% de jovens entre 18 e 24 anos estão matriculados em cursos de graduação, de acordo com os dados do IBGE. “A missão da Kroton é levar a muitos a transformação que é acessível a poucos, e o Apadrinhe o Aluno faz parte dos nossos esforços para cumprir esse dever. Nós sabemos que a educação é a única forma de termos um país mais justo e menos desigual, e é por meio dela que conseguimos mudar a realidade de jovens que não possuem condições financeiras favoráveis para iniciar os estudos, e contribuímos para transformar a trajetória de suas vidas e família”, comenta Leonardo Queiroz, vice-presidente de crescimento da Kroton, detentora da Pitágoras.
 
Segundo dados do IBGE, a taxa de desemprego entre pessoas com ensino superior é de 6%, contra 14% do trabalhador sem diploma. Para apoiar os estudantes na jornada de formação profissional, o modelo acadêmico da Kroton integra competências alinhadas às demandas do mercado de trabalho, que são mapeadas continuamente mediante pesquisas e engajamento com empregadores. Além de fornecer uma ferramenta de empregabilidade exclusiva para os alunos que disponibiliza vagas de emprego em diversas empresas e conteúdos que visam capacitar os candidatos para que tenham maiores chances de contratação.
 
Para mais informações do projeto e para realizar doações, acesse o link.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp