25/11/2021 às 15h21min - Atualizada em 25/11/2021 às 15h21min

25 de novembro é Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher

FONTE E FOTO: Secretaria Municipal de Comunicação Social da Prefeitura de Poços de Caldas
Em Poços, “violentômetro” marca a data
 
Em 1999, a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu o 25 de novembro como o Dia Internacional da Não-Violência Contra a Mulher. A data tem o objetivo de alertar a sociedade sobre os casos de violência contra as mulheres, não só física, como psicológica e sexual, por exemplo.
Em Poços de Caldas, a Rede da Mulher vai intensificar, via redes sociais e aplicativos de mensagem instantânea, a divulgação do “Violentômetro”, que visa alertar sobre os tipos de violência que as mulheres sofrem, incentivando as denúncias e a busca por ajuda.
Qualquer pessoa pode denunciar casos de violência contra a mulher, pelo Disque Denúncia (Disque 100), pela Central de Atendimento à Mulher (Disque 180) e também pelos serviços locais. Em Poços, a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher pode ser acessada pelos telefones 3721-1222 e 197. A Patrulha de Prevenção à Violência contra Mulher atende pelo 190 e 99869-5805. Já o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), responsável pelo Núcleo da Mulher, atende pelos telefones 3713-6216 e 3697-2626.
 
O “Violentômetro” apresenta sinais de alerta de violência, que vão desde a mentir, chantagear, ofender, proibir e ameaçar, passando por agressões físicas e chegando ao feminicídio.
Em 1999, a Assembleia Geral da ONU proclamou o 25 de novembro como o Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher para estimular a realização de iniciativas que coloquem o tema na pauta do dia.
 
ATENDIMENTO ÀS VÍTIMAS EM POÇOS - Em Poços de Caldas, as mulheres vítimas de violência contam com uma rede de atendimento. No caso de violência sexual, por exemplo, a Santa Casa é o hospital de referência desde 2017, proporcionando um atendimento humanizado realizado por especialistas, preservando a mulher vítima de violência sexual no momento em que ela necessita de toda assistência possível.
No município, a mulher vítima de violência conta também com o Núcleo da Mulher do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS), que oferece assistência com psicóloga e assistente social, além de encaminhamento para orientação jurídica. Para ter acesso aos serviços, basta se dirigir ao CREAS (Rua Rua Laguna, 820, Jardim dos Estados), de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. Lembrando que os telefones para contato são 3713-6216 e 3697-2626.
 
REDE DA MULHER - Articulada pela Secretaria Municipal de Promoção Social, a Rede da Mulher e Gêneros é um espaço de reflexão sobre as políticas públicas voltadas para esse público, entre elas o Núcleo da Mulher do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS).
A Rede da Mulher realiza um trabalho de divulgação dos serviços oferecidos e suas formas de acesso, com foco na conscientização de mulheres e agressores. Desta forma, busca-se trabalhar também a conscientização e, consequentemente, a prevenção.
Participam da Rede da Mulher representantes de organizações assistenciais, do poder público, incluindo as forças de segurança, de organizações da sociedade civil, universidades, entre outros.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Precisa de ajuda?
Atendimento
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo Whatsapp